- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Caso "500 milhões": Leitura do acórdão marcada para sexta-feira em Luanda

Caso “500 milhões”: Leitura do acórdão marcada para sexta-feira em Luanda

Acórdão do caso “500 milhões” em que são arguidos José Filomeno dos Santos, ex-presidente do Fundo Soberano de Angola, e Valter Filipe, antigo governador do Banco Nacional, será conhecido esta sexta-feira (14.08).

A anteceder a leitura do acórdão, em Luanda, deverão ser dadas as respostas aos mais de 100 quesitos apresentados na última sessão do julgamento, relativo a uma alegada transferência ilícita de 500 milhões de dólares (426 milhões de euros), que se realizou em 9 de Julho.

Na ocasião, o juiz que preside ao julgamento, João Pitra, explicou que houve várias propostas de alteração e acréscimo de outros quesitos, construídos com base na acusação, pronúncia, questões pessoais dos representantes da defesa e da audiência de discussão e produção de provas, que o tribunal vai analisar para depois deliberar e formular o acórdão.

O julgamento, que teve início em 9 de Dezembro de 2019, tem como arguidos o ex-governador do Banco Nacional de Angola (BNA) Valter Filipe e António Bule Manuel, administrador deste banco, ambos acusados dos crimes de peculato, burla por defraudação e branqueamento de capitais, para os quais o Ministério Público pediu penas não inferiores a 10 anos de prisão.

José Filomeno dos Santos, antigo presidente do Fundo Soberano de Angola e filho do ex-Presidente do país José Eduardo dos Santos, e Jorge Gaudens Pontes Sebastião, empresário angolano, acusados dos crimes de tráfico de influência, branqueamento de capitais e burla por defraudação, são igualmente arguidos neste processo, tendo o Ministério Público pedido para ambos penas de prisão não inferiores a sete anos.

“Tudo no interesse público”

O caso remonta a 2017, altura em que Jorge Gaudens Pontes Sebastião apresentou a José Filomeno “Zenu” dos Santos uma proposta de financiamento para a criação de um fundo estratégico de investimento no valor de 30 mil milhões de euros, que este encaminhou para o executivo.

O negócio envolvia como “condição precedente”, de acordo com um comunicado do executivo emitido em Abril de 2018, que anunciava a recuperação dos 500 milhões de dólares, a capitalização de 1,5 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros) por Angola, acrescido de um pagamento de 33 milhões de euros para a montagem das estruturas de financiamento.

Na sequência, foram assinados dois contratos entre o BNA e a Mais Financial Services, empresa detida por Jorge Gaudens Pontes Sebastião, amigo de longa data do co-arguido José Filomeno dos Santos, para a montagem da operação de financiamento, tendo sido, em Agosto de 2017, transferidos 500 milhões de dólares para a conta da PerfectBit, “contratada pelos promotores da operação”, para fins de custódia dos fundos a estruturar.

Neste processo, o antigo chefe de Estado angolano testemunhou, em carta dirigida ao tribunal, que orientou Valter Filipe a conduzir o processo e transferir os referidos montantes, “tudo no interesse público”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Paulo de Carvalho: Professores devem ser avaliados anualmente

Uma língua é um património social, não dependendo de caprichos de ninguém a sua alteração. Concorda com essa afirmação, que, aliás, é uma das...
- Publicidade -

TC confirma auditoria à gestão do BPC

O Tribunal de Contas (TC) admitiu, este sábado, a realização de auditoria à gestão do Banco de Poupança e Crédito (BPC), mas negou que...

MPLA “afina” máquina para próximos desafios eleitorais

O MPLA está a apostar na melhoria da sua máquina organizativa e no aperfeiçoamento da capacidade de mobilização, para enfrentar e vencer os desafios...

Caso 900 milhões: Irene Neto com contas congeladas e bens apreendidos em Angola

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje ao Novo Jornal que as contas de Irene Neto, filha do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto,...

Notícias relacionadas

Paulo de Carvalho: Professores devem ser avaliados anualmente

Uma língua é um património social, não dependendo de caprichos de ninguém a sua alteração. Concorda com essa afirmação, que, aliás, é uma das...

TC confirma auditoria à gestão do BPC

O Tribunal de Contas (TC) admitiu, este sábado, a realização de auditoria à gestão do Banco de Poupança e Crédito (BPC), mas negou que...

MPLA “afina” máquina para próximos desafios eleitorais

O MPLA está a apostar na melhoria da sua máquina organizativa e no aperfeiçoamento da capacidade de mobilização, para enfrentar e vencer os desafios...

Caso 900 milhões: Irene Neto com contas congeladas e bens apreendidos em Angola

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje ao Novo Jornal que as contas de Irene Neto, filha do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto,...

Cidadão mata amigo após desentendimento

Uma briga entre amigos resultou na morte, com bloco de construção civil, de um adolescente de 17 anos de idade, praticado por outro já...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.