- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Crónicas e Artigos Carlos Renato (de kambambe) - Mambos da Nguimbi: Vais gostar!

Carlos Renato (de kambambe) – Mambos da Nguimbi: Vais gostar!

Desde cedo que ouvimos das avós e mães a frase: “continua, vais gostar, vais rir!”. Que era e é usada quando estivéssemos a fazer algo que não fosse correcto, algo errado, algo que pudesse acarretar dissabores, quer para nós como para as outras pessoas, mas que, apesar de termos sido avisados, insistíamos em fazer. Assim, em jeito de fim de conversa e num tom bem aborrecido e bastante sarcástico, a avó ou mãe dizia “contínua, vais rir! Depois não venhas cá!”

A expressão, carregada de sarcasmo, mostra que, apesar de parecer incentivar, alerta para que não se deve ter determinado comportamento, porque as consequências vão ser azedas, amargas, ardentes e dolorosas para quem teime em fazer algo errado, o que fará que se peça socorro à mais velha que deu o conselho, que deu a dica.

Nas últimas semanas, tem surgido nas redes sociais virtuais um movimento que usa essas expressões das avós, mas com direcção e sentido bem diferente ao que nos habituámos, dessa vez com fortes conotações políticas, em que o visado é o Presidente da República, João Lourenço (JLo), e as próximas eleições previstas para 2022. “JLo, em 2022 vais rir!”, “JLo, em 2022 vais gostar!”. São apenas duas das frases mais usadas nos memes e dicas que alertam para os possíveis resultados eleitorais que podem não ser bons para o partido no poder e para o seu candidato, por causa das escolhas que os eleitores poderão fazer por altura do voto.

Essas dicas que giram nas partilhas lavadas em gostos e temperadas com comentários bem-humorados, outros nem tanto, são causadas, segundo os usuários do «slogan» da moda, por causa da forma como o País está a ser governado e que tem resultado num agravar da qualidade de vida dos cidadãos, já cafricada pela crise económica e pela actual situação provocada pelo surto do coronavírus. O desemprego, a fome, a corrupção, a criminalidade, a inflação, o mau sistema de saúde público, a saúde debilitada, entre outros problemas socioeconómicos que enfermam o País, têm sido apontados como alguns exemplos da má governação que tem sido levada a cabo há anos e que tem prejudicado o cidadão que não tem oportunidades de ser nomeado ou aquele que não tem canais para se «laifar» e sair da dibinza, ou seja, milhões de pessoas que sofrem por culpa da desgovernação, na visão dos promotores da dica.

Sempre que é tomada uma decisão governamental ou se descobre alguma medida que os cidadãos não concordem, associam de imediato o slogan “JLo, em 2022 vais rir, vais gostar!”. Como exemplos, podemos citar a iniciativa da construção da clínica dentária na Cidade Alta para apoio ao PR e pessoal próximo, o que despoletou uma chuva de críticas e é, claro, o slogan veio junto: “Continua, em 2022 vais rir!”. Um outro exemplo tem a ver com a aprovação de novos impostos e taxas que aumentam a carga fiscal aos cidadãos que estão a atravessar privações económicas consideráveis e que, apesar dos gritos de socorro, não se sentem ouvidos, como é o caso dos desempregados que não têm até agora um subsídio que os ajude durante algum tempo, mesmo que tenham descontado obrigatoriamente para o IRT e para a Segurança Social enquanto estiveram empregues.

Mais do que um «slogan» ou brincadeira de internet que começou a ser usada por algumas pessoas e que tem ganho muitos apoiantes, parece ser um sério aviso à navegação que está ao leme de Angola, porque os passageiros não estão a gostar de como a canoa está a ser conduzida nas águas turbulentas e que os navegantes devem ficar atentos e ver como marear melhor para chegar a bom porto, dialogando e vendo como juntos podem chegar lá com menos enjoos, Diogos chamados e outras tristezas que a um certo grupo selecto não afecta, pois estão nos lugares vips do navio com tudo de bom e de melhor, tanto que nem sentem os solavancos como quem está encafuado a ximbicar no porão. Até ao momento, não se sabe se as equipas (do Executivo e do partido no poder) estão atentas e a levar a sério essas dicas ou se estão a fazer ouvidos de mercadores. No entanto, tem-se visto que, nos últimos dias, esses «slogans» têm sido usados por militantes do MPLA para virar o jogo, como: “PR JLo, em 2022 vais gostar. O nosso voto é certo… Em 2022, vais rir, vais gostar porque o MPLA vai ganhar!”. Ou seja, estão a usar as dicas ao contrário para se beneficiarem. Mas aí surgem algumas questões por causa dessa estratégia, como: até que ponto é viável ao partido usar um «slogan» que foi criado e está a ser usado contra a sua forma de trabalhar? Não devia ser preocupação melhorar o que não está bom primeiro e deixar o trabalho e os resultados falarem?

Antes que liguem a dizer “continua, vais rir!”, vou continuar a acompanhar a criatividade virtual e o «bilo» dos internautas que se ameaçam com sorrisos e gostos para 2022. Só ainda não sei quantos eleitores garantiram fazer côcegas para uma das partes rir e gostar dos resultados em 2022, nem quem os terá contado!?

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Linha “SOS-Criança” regista mais de duzentas mil denúncias

A linha “SOS-Criança”, para denúncia de casos de violação dos direitos dos menores, registou em todo o país, no período de 16 de Junho...
- Publicidade -

Violência regressa às ruas de Louisville depois da justiça não acusar polícias na morte de Breonna Taylor

Mais uma noite violenta na cidade americana de Louisville, no Estado de Kentucky, com dezenas pessoas detidas e dois polícias baleados, depois de um...

“Ordem Moral” de Mário Barroso, estreia em França a 30 de Setembro

"Ordem Moral" é a quarta longa-metragem de Mário Barroso, e conta a história verídica, mas ficcionada, de "uma mulher livre" Adelaide Coelho da Cunha,...

Putin tem nomeação enviada ao Prémio Nobel da Paz

O escritor russo Sergei Komkov afirmou ter enviado um pedido de nomeação de Putin para o Prémio Nobel da Paz de 10 de Setembro...

Notícias relacionadas

Linha “SOS-Criança” regista mais de duzentas mil denúncias

A linha “SOS-Criança”, para denúncia de casos de violação dos direitos dos menores, registou em todo o país, no período de 16 de Junho...

Violência regressa às ruas de Louisville depois da justiça não acusar polícias na morte de Breonna Taylor

Mais uma noite violenta na cidade americana de Louisville, no Estado de Kentucky, com dezenas pessoas detidas e dois polícias baleados, depois de um...

“Ordem Moral” de Mário Barroso, estreia em França a 30 de Setembro

"Ordem Moral" é a quarta longa-metragem de Mário Barroso, e conta a história verídica, mas ficcionada, de "uma mulher livre" Adelaide Coelho da Cunha,...

Putin tem nomeação enviada ao Prémio Nobel da Paz

O escritor russo Sergei Komkov afirmou ter enviado um pedido de nomeação de Putin para o Prémio Nobel da Paz de 10 de Setembro...

Portugal regista mais 3 mortes e 691 casos de covid-19

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de um total de 1.931 mortes e 71.156 casos de covid-19 em Portugal desde...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.