- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

O Ministério Público de Angola voltou a recusar a extradição do empresário luso-angolano Guilherme Oliveira Taveira Pinto, que fugiu à justiça, mas prometeu investigá-lo por desvio de fundos em empresas espanholas.

Espanha já emitiu vários mandados para capturar Guilherme de Oliveira Taveira Pinto, por considerar que o empresário terá tido um papel-chave em alegados esquemas de suborno e corrupção.

Em causa estariam negócios das empresas espanholas Defex e Mercasa em Angola, nomeadamente a venda de material à polícia angolana por parte da Defex e a construção de um mercado de abastecimento em Luanda pela Mercasa.

De acordo com a acusação, terá sido Taveira Pinto – um dos nomes envolvidos no escândalo Luanda Leaks – quem alegadamente negociou o pagamento dos subornos, tendo o próprio empresário recebido milhões de dólares.

Segundo noticiou recentemente a imprensa espanhola, o Ministério Público angolano recusou um novo pedido de extradição feito pelas autoridades espanholas, mas comprometeu-se, pela primeira vez, a investigar o empresário por corrupção.

Angola pede documentos a Espanha

Num documento oficial datado de 8 de Julho, citado pelo jornal “La Información”, o sub-procurador-geral de Angola, André de Brito,explica que Guilherme de Oliveira Taveira Pinto não poderá ser extraditado porque tem nacionalidade angolana.

Além disso, é ainda referido na missiva, a maioria dos crimes de que é acusado foram amnistiados, de acordo com a Lei 11/16, promulgada em 2015 por José Eduardo dos Santos, e que isenta todos os delitos com penas de prisão inferiores a 12 anos cometidos até Novembro desse ano.

Isto significa que o empresário “não tem responsabilidade criminal pelos acontecimentos que estão a ser investigados em Espanha”, diz ainda a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola.

Espanha não tem um acordo bilateral de extradição com Angola. No entanto, a PGR admite avaliar a possibilidade de instaurar um processo em Angola, tendo em conta que o envolvimento de Taveira Pinto na Defex durou de 2006 até 2016 e que existem contratos “que ocultariam o pagamento de subornos e que ainda podem ser investigados”, refere o jornal “La Información”.

Por isso, o Ministério Público angolano pede à justiça espanhola todos os documentos que possam implicar o empresário nos procedimentos legais que envolvem a Defex e a Mercasa.

- Publicidade -
- Publicidade -

“Braço direito” de João Lourenço teria enriquecido com contratos públicos, diz emissora

Reportagem da portuguesa tvi24 afirma que Governo angolano tem contratado empresa do chefe de Gabinete Edeltrudes Costa para prestar serviços. Costa teria construído fortuna...
- Publicidade -

PR reconhece impacto negativo da Covid-19

Ao intervir no debate geral da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, o Chefe de Estado angolano afirmou que a pandemia afectou...

Sonangol com resultados líquidos de USD 125 milhões em 2019

 A Sonangol anunciou, esta terça-feira, resultados líquidos de 125 milhões de Dólares, equivalentes a 45 mil 854 milhões de Kwanzas, no seu exercício de...

Angola garante que vai pagar dívida comercial mesmo com juros elevados

O secretário de Estado das Finanças de Angola garantiu hoje que o país vai honrar os compromissos financeiros com os credores comerciais apesar da...

Notícias relacionadas

“Braço direito” de João Lourenço teria enriquecido com contratos públicos, diz emissora

Reportagem da portuguesa tvi24 afirma que Governo angolano tem contratado empresa do chefe de Gabinete Edeltrudes Costa para prestar serviços. Costa teria construído fortuna...

PR reconhece impacto negativo da Covid-19

Ao intervir no debate geral da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, o Chefe de Estado angolano afirmou que a pandemia afectou...

Sonangol com resultados líquidos de USD 125 milhões em 2019

 A Sonangol anunciou, esta terça-feira, resultados líquidos de 125 milhões de Dólares, equivalentes a 45 mil 854 milhões de Kwanzas, no seu exercício de...

Angola garante que vai pagar dívida comercial mesmo com juros elevados

O secretário de Estado das Finanças de Angola garantiu hoje que o país vai honrar os compromissos financeiros com os credores comerciais apesar da...

Tadej Pogacar entrou na história da Volta a França em bicicleta

A Volta a França em bicicleta acabou no passado domingo 20 de Setembro com o triunfo de uma Nação, a Eslovénia, que conseguiu pôr...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.