InicioEconomiaEmpresas públicas do sector eléctrico tiveram prejuízo de 40 mil milhões Kz,...

Empresas públicas do sector eléctrico tiveram prejuízo de 40 mil milhões Kz, em 2019

A ENDE foi a empresa estatal do sector eléctrico com maior resultado negativo no ano passado. O seu prejuízo foi equivalente a 95% do total dos 83 milhões de dólares de perdas que as quatro firmas registaram.

As quatro principais empresas públicas do sector eléctrico encerraram o ano 2019, em conjunto, com prejuízo de 39,9 mil milhões de kwanzas, correspondente a 83 milhões de dólares à taxa de câmbio média do período, apurou o Novo Jornal através de relatórios e contas das respectivas entidades.

Trata-se da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), da Rede Nacional de Transporte (RNT), da Empresa Pública de Produção de Electricidade (PRODEL) e da Empresa Nacional de Construções Eléctricas (ENCEL).

Em 2019, entre as quatro entidades, apenas a PRODEL terminou o ano com resultado líquido positivo, tendo encerrado o período com lucro de 17,6 mil milhões de kwanzas, ou seja, os danos das respectivas empresas só não foram maiores devido ao desempenho favorável da firma ligada à produção de electricidade.

Colocando de fora a PRODEL, os dados compilados pelo NJ indicam que as outras três empresas, concretamente ENDE, RNT e ENCEL, fecharam 2019 com prejuízo estimado em 57,6 mil milhões de kwanzas, dos quais mais de 95% estão associados à ENDE, uma vez que a companhia dedicada à distribuição de electricidade finalizou o ano passado com resultado negativo de 54,7 mil milhões de kwanzas.

A RNT encerrou 2019 com prejuízo estimado em 2,7 mil milhões de kwanzas, enquanto a ENCEL, empresa pública de construções eléctricas, contabilizou resultado negativo de 158,7 milhões de kwanzas, verificou este semanário.

2018 foi melhor para o ramo

Há dois anos, concretamente em 2018, as quatro referidas empresas do sector eléctrico tiveram lucros de pouco mais de 18 mil milhões de kwanzas, equivalentes a 59 milhões de dólares à taxa de câmbio médio da época.

A PRODEL, mais uma vez, foi a campeã no que aos resultados positivos diz respeito, ao encerrar 2018 com lucro de cerca de 13,5 mil milhões de kwanzas, seguido pela RNT, que obteve resultado positivo de 3,3 mil milhões Kz, enquanto a ENDE fechou o pódio com 1,3 mil milhão de lucros, já a ENCEL aquele ano com pouco mais de 28 milhões Kz de rendimento.

FonteNJ

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.