- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Correspondente da VOA homenageado por reportagens sobre combate ao tráfico humano em...

Correspondente da VOA homenageado por reportagens sobre combate ao tráfico humano em Moçambique

O correspondente da VOA em Moçambique e jornalista da Televisão de Moçambique (TVM), Francisco Júnior, foi homenageado nesta quinta-feira, 30, pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo seu esforço na prevenção e combate ao tráfico humano.

Na ocasião, para marcar o Dia Mundial de Luta contra o Tráfico de Seres Humanos, também foram homenageados o realizador e editor de imagem, Inácio Cesar, e quatro operadores de câmara da Televisão de Moçambique, Juca Vicente, Mustafo Afugi, Milagre Cossa e Sérgio Mondlane, bem como o jornalista do Jornal Notícias, Hélio Filimone, e o advogado Inácio Mussanhane.

É a primeira vez que uma homenagem do género acontece naquele país da África Austral.

Francisco Júnior foi quem, em 2008, publicou, em exclusivo, reportagens sobre o caso de uma moçambicana que havia traficado e estava a explorar sexualmente outras três meninas, também de Moçambique, num condomínio de luxo dos arredores de Pretória, a capital da África do Sul.

As reportagens tiveram tanto impacto que o presidente da Assembleia da República na altura exibiu as reportagens em plena sessão plenária, tendo, seguidamente os 250 deputados aprovado, por unanimidade, a lei que criminaliza o tráfico de seres humanos, tornando-se assim Moçambique, o primeiro país a aprovar uma lei semelhante, na África Austral.

Para além do Caso Diana, Francisco Júnior vem trabalhando na investigação de muitos outros casos de tráfico humano em Moçambique e não só.

O advogado Inácio Mussanhane foi quem descobriu e ajudou a prender Aldina dos Santos, a moçambicana que, em Julho de 2011, foi condenada pelo Tribunal Regional de Pretória a uma pena de prisão perpétua por ter traficado e explorado três meninas moçambicanas em Moreleta Park, periferia de Pretória. Mussanhane está feliz com a homenagem feita pela Procuradoria-Geral da República de Moçambique.

À margem da cerimónia de homenagem, a Procuradora-Geral Adjunta da República, Amabelia Chuquela, confirmou que o Plano Nacional de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, um documento que há muito já devia estar em implementação, já foi entregue ao Governo.

Ela disse esperar também que a lei de combate ao tráfico de seres humanos, já revista, possa ser aprovada e o respectivo regulamento entre em vigor ainda este ano.

Por ocasião das celebrações do Dia Mundial de Luta contra o Tráfico de Seres Humanos, foi lançada a segunda edição do guião de procedimentos para o funcionamento dos grupos de referência de protecção à criança, combate ao tráfico humano e migração ilegal.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.