- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Culango recebe experiência-piloto do Censo Agro-pecuário

Culango recebe experiência-piloto do Censo Agro-pecuário

A povoação do Culango, no município do Lobito, em Benguela, começa a receber “dentro de pouco tempo” a experiência piloto para a implementação do Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP), que arranca no país, em Setembro deste ano, soube a ANGOP.

De acordo com a directora municipal do Lobito da Agricultura e Pescas, Maria Francisco, o objectivo primordial do RAPP é saber, por exemplo, o número real de cabeças de gado bovino, caprino e suíno existentes em cada região e também as quantidades, métodos e locais da produção agrícola.

Porém, justificou a selecção do Culango como experiência piloto do RAPP no Lobito com a necessidade de conhecer melhor aquela localidade, dadas as suas potencialidades na agro-pecuária, principalmente na caprinocultura (criação de caprinos).

Nesse sentido, quatro grupos de recenseadores estão a ser formados para trabalharem na busca de informações detalhadas sobre a produção real na agricultura e nas pescas no Lobito, para ajudar o governo na planificação de recursos para que estes sectores se desenvolvam.

Maria Francisco garante que o município do Lobito está, por isso, preparado e que, depois do Culango, o Censo Agro-pecuário abrangerá, a partir de Setembro, as comunas da Canjala e do Egipto-Praia, onde já decorre a sensibilização e mobilização dos produtores agrícolas e pesqueiros.

Acredita que só conhecendo com profundidade os problemas dos criadores de gado, os camponeses e agricultores, é que o governo poderá direccionar com eficácia e eficiência as acções de melhoria das vias de acesso, para ultrapassar o problema da falta de escoamento do campo para cidade.

Também perspectiva a redução dos actuais níveis de importação de alimentos no país, porque as quantidades consideráveis de produtos que hoje se estragam no campo, por falta de escoamento, já poderá chegar aos mercados com a reabilitação das estradas degradadas.

“Este levantamento censitário vai permitir ao governo ver com outros olhos o interior do nosso país”, rematou.

Benguela é, desde o dia 13 deste mês, palco de uma formação dirigida a 138 agentes de campo das províncias de Benguela e do Cuanza Sul, para a execução, nas respectivas áreas, das acções do Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP).

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.