- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África COVID-19: Presidente sul-africano impõe outra vez o recolher obrigatório

COVID-19: Presidente sul-africano impõe outra vez o recolher obrigatório

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, voltou a impor o impor o recolher nocturno a partir desta-segunda-feita, 12, e suspendeu a venda de álcool para enfrentar o aumento de casos do novo coronavírus, que pode saturar o sistema sanitário.

“À medida que avançamos para o pico de infecções, é vital não sobrecarregar nossas clínicas e hospitais com lesões relacionadas ao álcool, que poderiam ter sido evitadas”, disse Ramaphosa, em mensagem à nação, transmitido pela televisão.

Para reactivar a economia, o Governo decidiu em maio suspender as restrições impostas em Março e voltou a permitir a venda de bebidas alcoólicas para consumo doméstico, o que voltou a proibir agora.

O recolher obrigatório será aplicado entre as 21h e as 4 horas a partir desta segunda-feira, 13. As visitas a familiares também estarão proibidas.

Segundo o presidente sul-americano, nas últimas semanas foram registadas pelo menos 12 mil infecções diárias – até 500 por hora.

“Agora há evidências claras de que a retomada da venda de álcool resultou em uma pressão considerável nos hospitais, incluindo os traumatismos e as unidades de terapia intensiva, devido a acidentes automobilísticos, violência e traumas induzidos pelo álcool”, disse Ramaphosa.

A África do Sul registou até agora 264.184 casos do novo coronavírus e 3.971 falecimentos.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

MPLA nega envolvimento na inviabilização do PRA-JA Servir Angola junto do Tribunal Constitucional

O secretário do Bureau Político do MPLA para os Assuntos Políticos e Eleitorais, Mário Pinto de Andrade, desvalorizou as declarações do coordenador da comissão...
- Publicidade -

Artistas reclamam que apoio do Governo moçambicano não chega à Zambézia

Artistas na Zambézia reclamam que recursos do projecto "Arte no Quintal”, idealizado pelo Governo para apoiá-los durante a pandemia, não chega à província: "Quando...

Covid-19: Campanha “Luanda Solidária” ajuda professores do ensino privado

Campanha "Luanda Solidária" pretende angariar fundos para ajudar professores do ensino privado que passam dificuldades devido à Covid-19. Mas o Estado angolano não deve...

Violência xenófoba contra moçambicanos faz um morto em Joanesburgo

Um imigrante moçambicano morreu e pelo menos 18 pessoas também de nacionalidade moçambicana ficaram desalojadas por alegada violência xenófoba no leste de Joanesburgo, África...

Notícias relacionadas

MPLA nega envolvimento na inviabilização do PRA-JA Servir Angola junto do Tribunal Constitucional

O secretário do Bureau Político do MPLA para os Assuntos Políticos e Eleitorais, Mário Pinto de Andrade, desvalorizou as declarações do coordenador da comissão...

Artistas reclamam que apoio do Governo moçambicano não chega à Zambézia

Artistas na Zambézia reclamam que recursos do projecto "Arte no Quintal”, idealizado pelo Governo para apoiá-los durante a pandemia, não chega à província: "Quando...

Covid-19: Campanha “Luanda Solidária” ajuda professores do ensino privado

Campanha "Luanda Solidária" pretende angariar fundos para ajudar professores do ensino privado que passam dificuldades devido à Covid-19. Mas o Estado angolano não deve...

Violência xenófoba contra moçambicanos faz um morto em Joanesburgo

Um imigrante moçambicano morreu e pelo menos 18 pessoas também de nacionalidade moçambicana ficaram desalojadas por alegada violência xenófoba no leste de Joanesburgo, África...

UNITA sugere eliminação das assimetrias regionais

A UNITA sugeriu, nesta segunda-feira, em Luanda, a eliminação das assimetrias para o desenvolvimento harmonioso e equilibrado das comunidades. Numa declaração alusiva ao aniversário de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.