- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA Cenas de policial pressionando pescoço de mais um homem negro nos EUA...

Cenas de policial pressionando pescoço de mais um homem negro nos EUA geram protestos

Um vídeo que mostra um policial imobilizando um homem negro com seu joelho pressionando o pescoço do indivíduo provocou protestos nas redes sociais e do movimento Black Lives Matter.

O grupo pediu a suspensão dos oficiais envolvidos no caso. No vídeo, gravado por um motorista que passava por uma rua de Allentow, na Pensilvânia, é possível ver três policiais (dois homens e uma mulher) prendendo um homem negro.

Um dos agentes coloca o cotovelo e depois o joelho sobre o pescoço do homem, que não demonstra estar resistindo. O fato ocorreu do lado de fora de um hospital da cidade de Allentow.

A cena lembra a abordagem policial que causou a morte do afro-americano George Floyd em maio deste ano, caso que gerou uma onda de protestos antirracistas nos EUA e em várias cidades do mundo.

Manifestação em frente à delegacia
O grupo Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) exigiu uma investigação sobre o caso. Houve um protesto em frente à delegacia de Allentown na noite de sábado (12). O prefeito da cidade e o chefe da polícia participaram do ato. O movimento planeia fazer uma marcha nesta segunda-feira (13).

No domingo (12), a polícia local divulgou um comunicado afirmando que o caso estava sendo investigado e os vídeos que mostram o ocorrido seriam analisados.

A polícia explicou que os agentes estavam do lado de fora do hospital quando viram um homem cambaleando e vomitando. Os oficiais foram conversar com o homem, que teria cuspido e xingado os policiais. Como o indivíduo não obedecia aos pedidos dos agentes, os oficiais foram tiveram que contê-lo, segundo a versão da polícia.

Homem foi atendido e liberado
Não fica claro pelas imagens quanto tempo o agente ficou com o joelho pressionando o pescoço do homem, que foi atendido no hospital e depois liberado.

De acordo com o protocolo de segurança da polícia da região, divulgado cinco semanas após a morte de Floyd, imobilizações com uso do joelho sobre o pescoço estão proibidas.

- Publicidade -
FonteSputnik
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.