- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Inspector-Geral indignado com obra paga duas vezes

Inspector-Geral indignado com obra paga duas vezes

O Inspector-Geral da Administração do Estado, Sebastião Gunza, manifestou-se indignado ao saber que as obras do edifício da delegação provincial das Finanças, no Cuanza-Sul, já pagas, na totalidade, voltaram a ser inseridas no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) daquela região, com um novo orçamento.

A obra, segundo Sebastião Gunza, já havia custado aos cofres do Estado, no passado, mais de 300 milhões de Kwanzas, pagos na íntegra. Com a inserção da mesma nas obras do PIIM, vai custar, agora, mais de 100 milhões de Kwanzas.

O Inspector-Geral, que se encontra a trabalhar, desde ontem, naquela província, disse ter ficado indignado com a situação, pelo facto de uma mesma obra ter recebido dois pagamentos adicionais, imputáveis ao empreiteiro.

Disse que depois de questionar a razão da não conclusão da obra, bem como da inserção no PIIM da província, foi-lhe dito que a desvalorização da moeda foi uma das razões. Mas, afirmou ter ficado impressionado com o bom andamento de algumas obras do PIIM, que visitou.

O Inspector-Geral disse que a razão da sua presença naquela província se deve a dois factores: ajuda e controlo, liderado por ele, e outro a ser desenvolvido por uma comissão inspectiva, da Inspecção-Geral da Administração do Estado (IGAE), que o acompanha, que vai ficar na província, entre 15 a 20 dias, para aferir, minuciosamente, actos de probidade, de boa governação, de gestão correcta do OGE e do cumprimento da lei.

Solicitou ao governador Job Capapinha, o devido apoio aos quadros da delegação, que vão ficar a trabalhar na província.
Sebastião Gunza explicou que a presença de uma equipa inspectiva da IGAE, num determinado local, não representa qualquer julgamento, muito menos acusação antecipada ou para prender alguém.

“As pessoas, às vezes, têm essa ideia. A nossa função é aferir a qualidade dos actos administrativos e auxiliar na sua melhoria”, salientou, para acrescentar que reportam a quem de direito apenas os actos relevantes do ponto de vista da probidade.

“É isso que vão fazer, com toda naturalidade e isenção, respeitando o princípio da presunção de inocência”, disse, para acrescentar: “somos uma instituição de bem, razão pela qual estamos no apoio da boa governação”.

Acrescentou que a IGAE não se desloca a um lugar com a suspeita de alguém, mas para cumprir o programa anual da instituição, aprovado superiormente.

O objectivo da visita da IGAE ao Cuanza-Sul insere-se, também, “no programa de ajuda e controlo às províncias e a outros organismos, no sentido de conferir à probidade prática de actos correctos, conforme a lei e subsidiar, como tem sido da praxe, com o mais correcto e recomendável no funcionamento da administração pública”.
“Na verdade, aquilo que, em tese, fazemos é conferir o cumprimento e aplicação correcta do OGE e de todos os actos de probidade recomendáveis a todos os gestores públicos”, realçou.

Job Capapinha

Na cerimónia de recepção da delegação da IGAE à província, Job Capapinha disse haver um projecto não ambicioso, mas modesto, que se enquadra no esforço do PIIM.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -

Fábrica de material explosivo em zona residencial: Moradores do bairro “Pólvora” vivem em perigo de explosão

Encaixado entre os municípios do Cazenga e de Cacuaco, existe um bairro, “Pólvora”, com centenas de casas ao redor de uma fábrica do produto,...
- Publicidade -

Sete agentes da Polícia Nacional assassinados nos últimos seis meses em Luanda

A Polícia Nacional de Angola (PNA) registou, no primeiro semestre do ano em curso, a ocorrência de 26 casos de efectivos da corporação, vítimas...

Homem armado mantém três reféns na França

Um homem armado com uma pistola mantém pelo menos três reféns no interior de um banco no centro da cidade portuária de Le Havre,...

Libaneses protestam contra governo após mega explosão em Beirute

Dezenas de libaneses se reuniram nesta quinta-feira (6) perto da entrada do Parlamento, em Beirute, para protestar contra o governo, dois dias após uma...

Notícias relacionadas

Fábrica de material explosivo em zona residencial: Moradores do bairro “Pólvora” vivem em perigo de explosão

Encaixado entre os municípios do Cazenga e de Cacuaco, existe um bairro, “Pólvora”, com centenas de casas ao redor de uma fábrica do produto,...

Sete agentes da Polícia Nacional assassinados nos últimos seis meses em Luanda

A Polícia Nacional de Angola (PNA) registou, no primeiro semestre do ano em curso, a ocorrência de 26 casos de efectivos da corporação, vítimas...

Homem armado mantém três reféns na França

Um homem armado com uma pistola mantém pelo menos três reféns no interior de um banco no centro da cidade portuária de Le Havre,...

Libaneses protestam contra governo após mega explosão em Beirute

Dezenas de libaneses se reuniram nesta quinta-feira (6) perto da entrada do Parlamento, em Beirute, para protestar contra o governo, dois dias após uma...

Covid-19: Angola bate novo recorde de casos diários com 88 infecções e Benguela entra para a lista de províncias afectadas pela pandemia

Angola bateu hoje o recorde de casos ao somar mais 88 resultados positivos de covid-19, aumentando para 1.483 o número de infecções pelo novo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.