- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Última Hora: Detidos supostos assassinos do Comandante da Esquadra da Boa Fé

Última Hora: Detidos supostos assassinos do Comandante da Esquadra da Boa Fé

O Serviço de Investigação Criminal (SIC-LUANDA), deteve, hoje, por volta das 5horas da manhã, depois de um trabalho de investigação árduo, cinco cidadãos com as idades compreendidas entre os 26 e 53 anos de idade, implicado na morte do comandante Faustino,

De acordo com uma nota do SIC a que o Portal de Angola teve acesso, a detenção dos mesmos vem na sequência investigativa das acções operativas desenvolvidas pelo SIC-LUANDA, no âmbito do processo-crime registado sob o n° 4393/2020-CC, visando o esclarecimento integral do crime de Homicídio voluntário por disparo de arma de fogo, concorrendo com roubo, ocorrido na quinta-feira, 29, no bairro Belo Monte, na rua da Nova Cimangola, território do Município de Cacuaco, em que foi vítima Faustino António Luamba, de 44 anos, Inspector-chefe da Polícia Nacional, colocado no Comando Municipal de Viana, onde prestava serviço como Comandante da Esquadra da Boa Fé.

O oficial foi alvejado pelos suspeitos, no momento em que tentou intervir, para repor a ordem.
(DR)

Na acção do SIC, foram detidos os presumíveis autores do referido ilícito, tratando-se dos cidadãos PEREIRA BENGA, mais conhecido por Pereci, solteiro, de 27 anos de idade, mecânico, indivíduo que efectuou o disparo que resultou a morte da vítima, encontrado na posse de duas armas de fogo, sendo uma AKM e uma Barack, e os pertences da vítima (farda n° 3 da PN e respectivos passadores, bem como um telefone do finado); JORGE GOMES PEDRO SARAIVA mais conhecido por “Saraiva,” solteiro, 28 anos de idade, Pedreiro; BENEDITO MORAIS NAZÁRIO também conhecido por “Dabeleza” solteiro, de 24 anos de idade, Marceneiro; MARCELO NICOLAU tcp “Pausado,” solteiro, 26 anos, Barbeiro e EDUARDO GERALDO, conhecido por “Zandu”, solteiro, 53 anos de idade, Enfermeiro, que prestou assistência ao marginal Saraiva, que na ocasião tinha sido alvejado pela vítima.

De acordo com o comunicado do Serviço de Investigação Criminal (SIC), depois dos acusados serem submetidos a uma sessão de interrogatório policial sobre o teor dos factos, os mesmos confessaram a prática do crime, pelo que, serão presentes ao Ministério Público (PGR), com vista a prossecução dos actos processuais subsequentes, enquanto decorrem, paralelamente, acções de carácter investigativa/operativa, para apurar outras incidências e conexões criminais dos marginais.

Lembra-se que o efectivo da PNA foi assassinado por volta das 19h45 minutos, quando este se encontrava em missão de trabalho.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.