- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Governo Corrigir o que esta Mal Sindika Dokolo diz que Presidente João Lourenço conseguiu património a "partir da...

Sindika Dokolo diz que Presidente João Lourenço conseguiu património a “partir da corrupção”

Segundo afirma a Voz da América na sua edição de hoje, “a empresária angolana Isabel dos Santos e seu marido Sindika Dokolo continuam a reclamar inocência no processo que levou ao arresto dos seus bens pelo Tribunal Provincial de Luanda a 30 de dezembro de 2019.

Na semana passada, o Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Grós, admitiu poder, juntamente com as autoridades judiciais portuguesas, emitir um mandado de captura contra a filha do antigo Presidente José Eduardo dos Santos.

Dokolo denuncia a corrupção em Angola e diz que João Lourenço conseguiu o seu património “à custa da corrupção”.

Analistas dizem que a família Santos encontra-se cada vez mais “apertada”.

Em entrevista concedida na sexta-feira, 26, à Rádio MFM, Sindika Dokolo, afirmou que a esposa “está a ser vítima de perseguição política” pelo facto de, durante o seu consulado de dois anos como presidente do Conselho da Administração da Sonangol, “ter descoberto e tentado organizar buracos financeiros deixados pelos anteriores gestores” da petrolífera.

O também empresário apontou o dedo ao Presidente da República, João Lourenço, a quem acusou de ter “conseguido todo o seu património, incluindo casas localizadas nos Estados Unidos de América, à custa da corrupção”.

Dokolo revelou que o facto de ter casado com a filha do ex-Chefe de Estado não lhe permitiu aceder a facilidades aos negócios e denunciou que não conhece em Angola, “nenhum governante que consiga justificar o seu património com o seu salário”.

As declarações de Dokolo têm alimentado comentários e opiniões nos círculos de opinião em Luanda.

O analista Rui Kandove considera que a família do antigo Presidente está apertada e que Dokolo tenta desta forma “apelar a uma negociação com as autoridades angolanas”.

O jurista Manuel Pinheiro entende que as declarações de Sindika Dokolo demonstram uma falta de orientação.

“A família dos Santos está assustada porque não pensava que com a saída do membro da família estaria a mudar as instituições e as declarações de Dokolo sobre as riquezas dos angolanos mostram que está completamente desesperado e sem orientação”, sustentou.

A este propósito, a VOA sabe que tem havido contactos entre as duas partes, mas sem sucesso até agora, intermediados por Sérgio Raimundo dos Santos, advogado de Isabel dos Santos e Walter Tondela, defensor de Sindika Dokolo, em Luanda.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Portugal regista mais 2.535 infectados e 16 mortes

Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 2.535 infetados pelo novo coronavírus, e 16 mortes associadas à Covid-19, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral...
- Publicidade -

Moçambique no Conselho de Segurança da ONU? Portugal deverá apoiar

O ministro português dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, diz que Portugal está aberto a apoiar uma candidatura de Moçambique a membro não-permanente do...

Nove pessoas da mesma família morrem após comerem macarrão instantâneo

Nove pessoas da mesma família morreram, na China, vítimas de intoxicação alimentar, depois de ingerirem macarrão instantâneo congelado. A polícia local revelou que a massa,...

Parlamento angolano analisa levantamento de imunidades a deputado e antigo ministro da Comunicação Social

Manuel Rabelais, um dos mais próximos colaboradores de José Eduardo do Santos, é acusado de peculato e lavagem de capitais. A Comissão de Mandatos, Ética...

Notícias relacionadas

Covid-19: Portugal regista mais 2.535 infectados e 16 mortes

Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 2.535 infetados pelo novo coronavírus, e 16 mortes associadas à Covid-19, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral...

Moçambique no Conselho de Segurança da ONU? Portugal deverá apoiar

O ministro português dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, diz que Portugal está aberto a apoiar uma candidatura de Moçambique a membro não-permanente do...

Nove pessoas da mesma família morrem após comerem macarrão instantâneo

Nove pessoas da mesma família morreram, na China, vítimas de intoxicação alimentar, depois de ingerirem macarrão instantâneo congelado. A polícia local revelou que a massa,...

Parlamento angolano analisa levantamento de imunidades a deputado e antigo ministro da Comunicação Social

Manuel Rabelais, um dos mais próximos colaboradores de José Eduardo do Santos, é acusado de peculato e lavagem de capitais. A Comissão de Mandatos, Ética...

Jovem que abandonou filho no lixo condenada a nove anos de prisão

A 1ª e a 9ª comissões vão levar a discussão a suspensão de mandato e retirada de imunidades ao antigo ministro da Comunicação Social...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.