- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Rei da Bélgica pede desculpa ao Congo por “feridas” do período colonial

Rei da Bélgica pede desculpa ao Congo por “feridas” do período colonial

O rei da Bélgica apresentou pela primeira vez na história os “mais profundos arrependimentos pelas feridas” causadas durante o período colonial no Congo”. Gesto ocorre dias depois de declaração polémica de príncipe.

Por ocasião dos 60 anos da independência da República Democrática do Congo (RDC), o rei Filipe apresentou os “seus mais profundos arrependimentos pelas feridas” infligidas durante o período colonial belga no Congo.

Este pedido de desculpas público, inédito na história do país, deu-se através de uma carta enviada esta terça-feira (30.06) ao presidente da RDC, Félix Tshisekedi, onde o rei da Bélgica escreveu:

“Gostaria de expressar os mais profundos pesares por essas feridas do passado, cuja dor agora é reacendida pela discriminação ainda presente nas nossas sociedades”.

Imagens de vítimas de atrocidades do colonialismo Belga.
(DR)

Controverso Leopoldo II

“Na época do Estado Independente do Congo [quando este território africano era propriedade do ex-rei Leopoldo II], foram cometidos actos de violência e crueldade que ainda pesam na nossa memória colectiva”, assegurou Filipe, que reina desde 2013.

“O período colonial que se seguiu [o do Congo Belga de 1908 a 1960] também causou sofrimento e humilhação”, acrescentou.

O rei Filipe afirmou o compromisso de “combater todas as formas de racismo”: “Encorajo a reflexão iniciada pelo nosso parlamento para que a nossa memória seja definitivamente pacificada”, continuou.

Por décadas, o monarca Leopoldo II é acusado por alguns activistas anticoloniais de matar milhões de congoleses.

Príncipe discorda?

Esta carta do rei Filipe sucede a uma declaração polémica proferida pelo seu irmão mais novo, o príncipe Laurent, que diz não acreditar que o rei Leopoldo II “tenha feito sofrer a população” da actual República Democrática Congo.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.