- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Moçambique, único país lusófono em África que "escapa" ao crescimento negativo, diz...

Moçambique, único país lusófono em África que “escapa” ao crescimento negativo, diz o FMI

Moçambique é o único país africano de língua portuguesa que não vai registar um crescimento negativo neste ano, em que a economia mundial enfrenta uma forte recessão devido à pandemia o novo coronavírus.

Quem o diz é o Fundo Monetário Internacional (FMI) no seu relatório “Previsões Económicas para a África Subsaariana – Uma abertura cuidadosa”, divulgado nesta segunda-feira, 29, em Washington e já disponibilizado no seu site.

Apesar de rever em baixa a previsão feita em Abril, o FMI diz que Moçambique deve crescer 1,4% em 2020.

No próximo ano, o país terá um crescimento de 4,2 por cento, e não de 4,7 por cento como estimado em Abril.

Por seu lado, Angola enfrenta este ano uma recessão de quatro por cento, reflectindo o declínio na produção e nos preços do petróleo, o agravamento das condições de crédito e o declínio da actividade empresarial interna”.

Em 2021, a economia deve voltar a crescer 3,2 por cento se se mantiverem “a solidez dos preços do petróleo e as medidas de apoio político”.

Ainda de acordo com o FMI, Cabo Verde conhecerá um crescimento negativo de 5,5 por cento neste ano, mas voltará a crescer cinco por cento em 2021, enquanto São Tomé e Príncipe terá uma recessão neste ano de 6,5 por cento e um crescimento de três por cento em 2021.

Em situação ligeiramente melhor este ano encontra-se a Guiné-Bissau, que registará, segundo o FMI, um crescimento negativo de 1,9 por cento em 2020, passando para quatro por cento no próximo ano.

Esses dados decorreram da avaliação que o FMI faz das consequências da pandemia da Covid-19 na economia dos países.

A nível global, “a economia regional deve contrair-se 3,2%, o que é 1,6 pontos percentuais pior que o projectado em Abril, e mostra uma redução da previsão de crescimento em 37 das 45 economias.

Em termos nominais o Produto Interno Bruto da África Subsahariana será 243 mil milhões de dólares menor que o projectado em Outubro de 2019”.

“O crescimento na região deverá apenas recuperar gradualmente, assumindo que a pandemia se esbate, e o desconfinamento continua durante a segunda metade de 2020; o crescimento deverá ser de 3,4% em 2021, o que é 0,6 pontos percentuais mais baixo que a projecção de Abril”, lê-se no documento Previsões Económicas para a África Subsaariana – Uma abertura cuidadosa”, divulgada nesta segunda-feira, 29, em Washington e já disponibilizada no site do FMI.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...
- Publicidade -

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Notícias relacionadas

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Rafael Marques defende informação transparente sobre capitais recuperados

O jornalista Rafael Marques, que durante os últimos anos denunciou actos de corrupção e desvios de fundos públicos, defendeu, ontem, na cidade do Lubango,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.