- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Vida Saúde Covid-19: Sobe para 15 transmissão com vectores duvidosos

Covid-19: Sobe para 15 transmissão com vectores duvidosos

O número de pessoas contagiadas pela Covid-19 em Angola sem origem identificada (vínculo epidemiológico duvidoso) subiu de nove para 15, com o anúncio, esta quarta-feira, de mais seis casos do género.

Durante o encontro diário com a imprensa, para a actualização de dados sobre a Covid-19 no país, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, reportou oito novos casos positivos nas últimas 24 horas, dois dos quais de transmissão local e seis com o vínculo epidemiológico em estudo.

Até à última terça-feira, o país registava nove casos positivos de Covid-19 sem origem identificada, e, tal como os anteriores, os desta quarta-feira são todos de Luanda, segundo o dirigente.

“Sem a identificação do vínculo epidemiológico, os 15 casos passam a contar como de transmissão local, actualmente com 132 infectados, enquanto durarem os estudos para se apurar os vectores da transmissão”, argumentou Franco Mufinda.

Numa altura em que o quadro geral desta doença planetária aponta para 197 os casos positivos registados em Angola, o município de Talatona, em Luanda, assume-se como o epicentro, com 50 infectados, um óbito, 30 recuperados e 19 activos.

Depois de ter albergado a cerca sanitária mais contagiante do país (Hoji-Ya-Henda), o município do Cazenga, também em Luanda, vem na posição imediata, com 45 casos (1 óbito, 15 recuperados e 29 activos).

Neste momento, as regiões mais epidémicas são o município de Belas (35 casos), com 21 activos, uma morte e 13 recuperados; o distrito da Maianga (25), 16 activos, três óbitos e seis recuperados; e o município do Kilamba Kiaxi (14), seis activos, duas mortes e seis recuperados.

De acordo com o Boletim Epidemiológico, seguem-se os distritos da Ingombota (oito casos, com cinco activos e três recuperados), Samba (seis casos, com uma morte) e Sambizanga (igualmente seis casos).

Apesar de possuir apenas cinco casos positivos, o distrito urbano do Rangel, igualmente em Luanda, é o que mais óbitos contabilizou, quatro.

Cacuaco e Viana são os municípios de Luanda com menos casos, dois e um, respectivamente, num momento em que Angola regista 197 casos positivos (193 em Luanda e quatro no Cuanza Norte), com 10 óbitos, 77 recuperados e 110 activos.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.