- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Basquetebol Carlos Morais próximo da final do “Smash da Década”

Carlos Morais próximo da final do “Smash da Década”

O basquetebolista do Petro de Luanda Carlos Morais está na quarta e penúltima fase do concurso “Smash da Década”, promovido pela Federação Internacional de Basquetebol Associado (FIBA) e que visa premiar o melhor afundanço executado por um atleta ao serviço da selecção do seu país no período 2010 a 2020.

O craque tricolor é neste momento o único africano na prova e tem como adversário da meia-final o jogador da Letónia Kristaps Porzingis, extremo-poste do Dallas Mevericks da NBA.

Na primeira eliminatória, Morais superou o poste senegalês Youssoupha Ndoye com 58 por cento de votos; eliminou na segunda fase o nigeriano Michael Gbinije (68) e Maurice Ndour, compatriota de Ndoye (65), na terceira etapa.

Em declarações ao Jornal de Angola, Carlos Morais revelou que não esperava estar entre os nomeados, muito menos que fosse chegar aonde está. Diariamente, tem recebido mensagens de incentivo e palavras de apreço de familiares, companheiros da modalidade e fãs.
Apesar de considerar um “passatempo” criado pela FIBA, de modo a manter as pessoas em casa nesta fase da pandemia da Covid-19, o extremo tricolor, de 34 anos e 1,93 metros, diz sentir-se regozijado por fazer parte de um grupo restrito de muitos jogadores talentosos espalhados pelo mundo.

“Estar num concurso como este ganha-se prestígio. Provavelmente é também uma forma de reconhecer e prestigiar alguns jogadores pelos anos de dedicação à modalidade. Mais do que pedir votos, quero agradecer aos que me colocaram nesta fase do concurso. Fiquei muito feliz depois de me ter apercebido da corrente que se criou. Sou grato a todas essas pessoas e podemos chegar à final”, agradeceu com esperança.

O “dunk” do craque angolano aconteceu na partida diante de Moçambique durante a fase preliminar do Grupo C no Afrobasket’2013 decorrido do Palácio dos Desportos de Abidjan, capital da Costa do Marfim. O comentarista da Rádio Cinco para o basquetebol, Júlio Pinto “Viló”, disse que é um orgulho ver um jogador formado no país e que representa a Selecção Nacional passar com distinção por adversários diferentes.

“Já que não somos campeões Olímpicos nem do Mundo, que tenhamos um vencedor do Smash da Década. É importante que as pessoas continuem a votar como fizeram nas fases anteriores. Arrisco-me a dizer que é a melhor execução comparada com as demais”, disse.

Viló assegura que nessa fase “o mais importante é apelar ao voto dos nossos compatriotas e que tenhamos orgulho de mais um angolano”.
Por seu turno, o representante europeu Porzingis passou por Nikola Kalinic (Sérvia), Rudy Fernandez (Espanha) e Giannis Antetokounmpo (Grécia). Na outra meia-final, encontra-se o brasileiro Rafael Mineiro, ex-jogador do Limeira da primeira divisão local, e tem como opositor o jogador iraniano Arsalan Kazemi, do Mahram Tehran do campeonato do seu país natal.

Os internautas podem entrar na página da www.fiba.com, clicar em “dank of the decade”. Na sequência, aparecem as imagens dos concorrentes, entre as quais a foto de Morais, e têm de clicar em “vote now”.

O concurso teve início no dia 10 do corrente com um total de 32 finalizações de uma vasta gama de competições globais e continentais com todas as regiões da FIBA representadas. O vencedor será conhecido no próximo domingo.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.