- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa Macron acusa Turquia de fazer "jogo perigoso" na Líbia

Macron acusa Turquia de fazer “jogo perigoso” na Líbia

Foi durante a visita oficial do presidente tunisino a Paris que Emmanuel Macron voltou a condenar a intervenção militar turca na Líbia.

O presidente francês acusa o homólogo turco, Recep Tayyip Erdoğan, de estar a fazer um “jogo perigoso”, referindo-se ao apoio militar da Turquia ao governo de Tripoli contra o Exército Nacional de Kalifa Haftar, o qual é apoiado pelos Emirados Árabes Unidos, pelo Egipto e pela Rússia.

“Considero que a Turquia joga na Líbia um jogo perigoso e viola todos os compromissos assumidos durante a conferência de Berlim”, admitiu Emmanuel Macron.

O presidente francês deixou criticas também à NATO, depois de, na semana passada, ter acusado vários navios turcos – que alegadamente transportariam armamento para a Líbia – de ameaçarem abrir fogo contra um navio francês em missão pela NATO, no mediterrâneo.

O chefe de Estado diz que a organização não é eficaz e que está às portas da morte.

“Quando vejo o que foi feito na semana passada sob o comando da NATO na costa da Líbia, considero inaceitável e recordo-vos da minha declaração do ano passado sobre a NATO estar em morte cerebral. Acho que este é o melhor exemplo disso”, disse Macron.

França chegou a ser acusada de apoiar politicamente Haftar. O apoio foi descartado pelo governo de Macron mas as criticas perante a posição militar turca na Líbia acontecem desde o início da intervenção unilateral de Ancara no país do norte de África.

A Líbia, rica em petróleo, está “engolida” pela violência desde a queda do ditador de longa data, Moamer Kadhafi. A luta pelo poder acontece desde então.

- Publicidade -
- Publicidade -

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...
- Publicidade -

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Notícias relacionadas

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.