- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Presidente de Portugal quer medidas restritivas para impedir aumento de casos de...

Presidente de Portugal quer medidas restritivas para impedir aumento de casos de coronavírus

Em Portugal, Presidente Marcelo Rebelo de Sousa admitiu medidas mais restritivas para impedir o aumento descontrolado do número de casos de Covid-19 e para travar ajuntamentos. Nos últimos seis dias, Portugal tem registado diariamente cerca de 300 novos casos de coronavírus, concentradas sobretudo na região de Lisboa.

Nos últimos seis dias, Portugal tem registado diariamente cerca de 300 novos casos de covid-19, concentradas sobretudo na região de Lisboa, quase quatro meses depois de ter sido detectado o primeiro caso de covid-19 no país, em 02 de Março.

O número de vítimas mortais é de 1.530, longe, por exemplo, das mais de 34 mil italianas.

Esta segunda-feira, há reunião do gabinete de crise da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, com todos os autarcas da área metropolitana e com o primeiro-ministro.

Um dos casos mais problemáticos diz respeito a uma festa em Lagos, Algarve, com cerca de uma centena de pessoas, e que já registou 90 casos de Covid-19, segundo as autoridades.

A realização de festas com centenas de participantes em Lagos e Carcavelos provocou a indignação geral e o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa pediu aos jovens para “dar o exemplo” e lembrou que “o vírus ainda está aí”.

Hoje, o Presidente português admitiu medidas mais restritivas para impedir o aumento descontrolado do número de casos e para travar ajuntamentos.

“Na medida em que for necessário, se for muito necessário, terá de se aplicar medidas proporcionais ao que é necessário”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à Televisão Sic e a comunicação social duma maneira geral.

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que apoiará as medidas que forem necessárias adoptar para controlar o surto na região, sublinhando que a maioria dos jovens percebem as medidas e recomendações das autoridades sobre o confinamento, mas que infelizmente, uma pequena minoria não as respeitam.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -

Jornalistas e manifestantes alvo de violência policial

Foram soltos os jornalistas detidos no sábado em Luanda, Angola, numa manifestação organizada por um grupo de jovens com o apoio do maior partido...
- Publicidade -

Filipe Nyusi diz que diálogo com a autoproclamada Junta Militar da Renamo já começou

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, revelou na manhã desta quarta-feira, 28, estar em curso o diálogo entre o Governo e a autoproclamada Junta Militar...

Erdoğan apela ao boicote de produtos franceses

Na Síria, no Iraque ou no Paquistão: As manifestações contra o presidente Emmanuel Macron e o governo francês repetem-se um pouco por todo o...

Activistas detidos no dia 24 no Uíge denunciam maus-tratos e violações de direitos humanos

Eles foram libertados depois de condenados a pagar 200 mil kwanzas de multas. Os activistas políticos e cívicos detidos no sábado, 24, na província angolana...

Notícias relacionadas

Jornalistas e manifestantes alvo de violência policial

Foram soltos os jornalistas detidos no sábado em Luanda, Angola, numa manifestação organizada por um grupo de jovens com o apoio do maior partido...

Filipe Nyusi diz que diálogo com a autoproclamada Junta Militar da Renamo já começou

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, revelou na manhã desta quarta-feira, 28, estar em curso o diálogo entre o Governo e a autoproclamada Junta Militar...

Erdoğan apela ao boicote de produtos franceses

Na Síria, no Iraque ou no Paquistão: As manifestações contra o presidente Emmanuel Macron e o governo francês repetem-se um pouco por todo o...

Activistas detidos no dia 24 no Uíge denunciam maus-tratos e violações de direitos humanos

Eles foram libertados depois de condenados a pagar 200 mil kwanzas de multas. Os activistas políticos e cívicos detidos no sábado, 24, na província angolana...

Protestos contra limitação ao aborto legal

Os protestos voltaram às ruas de várias cidades da Polónia. Pelo quinto dia consecutivo, milhares de polacos manifestaram o desagrado contra a decisão do Tribunal...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.