- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Ministro do Interior encoraja efectivo do sector

Ministro do Interior encoraja efectivo do sector

O ministro do Interior, Eugénio Laborinho, disse que nos últimos três anos 129 polícias foram vítimas de disparos de armas de fogo praticados por meliantes, resultando em 37 mortes e 92 feridos.

Falando na solenidade que marcou o 41 aniversário do Ministério do Interior, que hoje se assinala, o governante revelou este dado para lembrar que “os efectivos do Ministério do Interior sempre consentiram muitos sacrifícios em prol do interesse da nação e das necessidades colectivas”.

Entretanto, Eugénio Laborinho encorajou o efectivo do sector a executar com empenho, comprometimento e espírito de missão as tarefas superiormente orientadas.

O Comandante-Geral da Polícia Nacional de Angola, Comissário-Geral, Paulo Gaspar de Almeida, afirmou, ontem, em Luanda, que a Polícia de Intervenção Rápida (PIR), figura da lista de referência das Polícias de África.
(DR)

Segundo ele, a efeméride deveria ser comemorada com alegria e festejos, frisando tal não ser possível devido à Covid-19, que já provocou nove mortes no país.

“Devido a esta pandemia fomos orientados, mais uma vez, por Sua Excelência Presidente da República e Comandante em Chefe das FAA, a estar na linha da frente das acções de asseguramento e contenção da propagação do coronavírus”, sublinhou.

O ministro lembrou que as forças vão continuar as suas acções táctico-operacionais focadas no cumprimento das medidas do Decreto Presidencial sobre a situação de Calamidade e no combate à criminalidade em todo o país.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.