- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia IGAPE esclarece: BPC continuará sob tutela do Estado

IGAPE esclarece: BPC continuará sob tutela do Estado

As últimas notícias sobre o desempenho do BPC no seu processo de reestruturação põe em cheque, não apenas o prestígio do maior banco comercial de Angola, mas também a sua gestão.

Não é salutar que um banco comercial em processo de reestruturação apresente uma imagem extremamente negativa, com desvios de conduta, profundamente graves, como o que aconteceu recentemente, com o caso dos 400 milhões de kwanzas subtraídos dos seus cofres.

Noutras esferas o caso assumiria proporções extremamente negativas para um banco de enorme potencial, que é o BPC desfalcado à medula, em elevados montantes e que um administrador do maior banco comercial angolano, em entrevista à TPA, não conseguiu justificar de modo convincente.

O Jornal de Angola, na sua edição de hoje traz a lume um esclarecimento do IGAPE, sobre o destino do BPC. Ficou claro, segundo aquela instituição, que o Banco de Poupança e Crédito continuará sob tutela do Estado.

“O Programa de Privatizações não prevê a privatização do Banco de Poupança e Crédito”, insiste o IGAPE na nota, acrescentando que,“em nenhum momento e em qualquer interacção com a comunicação social ou com investidores que se mostram interessados na alienação de participações nos activos financeiros descritos no PROPRIV, foi feita referência à privatização do BPC”.

“O documento lembra que o Programa de Privatizações (PROPRIV) tem definida, no segmento financeiro, a alienação das participações no BAI, no Banco Caixa Geral Angola e na ENSA – Seguros de Angola, bem como a privatização do Banco de Comércio e Indústria”, conclui o JA.

 

- Publicidade -
FonteBPC, PA
- Publicidade -

Desaparecimento de Sindika Dokolo: as artes africanas perdem o seu “arauto”

Patrono, colecionador, activista, o empresário se consolidou em trinta anos como um suporte essencial para a criação no continente. O artista camaronês Omraam Tatcheda nunca...
- Publicidade -

Os milhões e os negócios suspeitos de Sindika e Isabel dos Santos em Portugal

Sindika Dokolo e a mulher Isabel dos Santos são visados em, pelo menos, oito processos crime. Os negócios de diamantes, a compra de imóveis...

Dueto de Bonga com a marroquina Camélia Jordana, em Kudia Kuetu bate recordes de audiência em França (Vídeo)

Vejam o videoclip mais abaixo e tirem as ilações. O produtor musical Betinho Feijó mostra mais uma vez a sua competência técnica e artística...

Um tributo ao Bangão: Chilola de Almeida anima o live no kubico este domingo

O músico e compositor angolano Chilola de Almeida vai animar o live no kubico de domingo da TPA. No show que será feito em memória...

Notícias relacionadas

Desaparecimento de Sindika Dokolo: as artes africanas perdem o seu “arauto”

Patrono, colecionador, activista, o empresário se consolidou em trinta anos como um suporte essencial para a criação no continente. O artista camaronês Omraam Tatcheda nunca...

Os milhões e os negócios suspeitos de Sindika e Isabel dos Santos em Portugal

Sindika Dokolo e a mulher Isabel dos Santos são visados em, pelo menos, oito processos crime. Os negócios de diamantes, a compra de imóveis...

Dueto de Bonga com a marroquina Camélia Jordana, em Kudia Kuetu bate recordes de audiência em França (Vídeo)

Vejam o videoclip mais abaixo e tirem as ilações. O produtor musical Betinho Feijó mostra mais uma vez a sua competência técnica e artística...

Um tributo ao Bangão: Chilola de Almeida anima o live no kubico este domingo

O músico e compositor angolano Chilola de Almeida vai animar o live no kubico de domingo da TPA. No show que será feito em memória...

Morte de Sindika Dokolo: João Lourenço apresenta condolências a JES

O Presidente da República, João Lourenço, apresentou, nesta sexta-feira, 29, condolências ao ex-presidente José Eduardo dos Santos pelo falecimento de Sindika Dokolo. O coleccionador de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.