- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ciências e Tecnologia Isabel dos Santos lança página web

Isabel dos Santos lança página web

No endereço https://www.isabeldossantos.com podemos observar uma visionária que nada tem a ver com as manchetes sobre a empresária que começou por vender ovos e catapultou-se para o posto da mulher mais rica de África.

Circula pelo Google em todos os sites de notícias, em jeito de publicidade web, que a todos nós, que laboramos no métier, fazia um grande jeito, a visão da empresária nos contextos angolano e africano, exaltando o papel da mulher na vida empresarial, enquanto decorrem nos foruns político e judicial, nomeadamente em Angola e Portugal, acusações sobre a sua ascensão meteórica aos negócios de vulto, alguns deles de cariz internacional.

Para a magnata das idéias e do empreendedorismo, é “importante investir todos os dias no fortalecimento da próxima geração de líderes. Porque o desenvolvimento da África e do  país é prioridade sua, como empresária angolana”.

Diz Isabel dos Santos, nos cinco desafios para as cidades que “África deve preparar-se para receber os 1,7 bilhão de pessoas que viverão no continente até 2030. De facto, em 2050 a população de Angola quase triplicará – refere, dos actuais 27 milhões para mais de 76 milhões de pessoas.

À luz das taxas de crescimento da população para a próxima década, o planeamento da cidade é uma obrigação para as nossas cidades. É um tremendo desafio e não pode esperar”

Enquanto a justiça exerce pressão sobre a dimensão dos seus negócios, procurando motivos para os tribunais, Isabel dos Santos exibe com garra o poder da comunicação social, procurando um campo de batalha para defender os seus interesses empresariais com base em cinco desafios, que assentam essencialmente no seguinte:

1. Planejando, preparando e projetando

Um postal ilustrado de Luanda DR

Um dos maiores desafios que enfrentamos hoje é o rápido crescimento das áreas urbanas antes da construção de infraestruturas adequadas. As cidades crescem de maneira desordenada e o investimento necessário não acompanha o ritmo.

A adaptação de novas infra-estruturas em uma cidade que já cresceu pode custar três vezes mais do que custaria no início da expansão urbana. Antecipar a infraestrutura antes da chegada da população não é apenas inteligente, mas também rentável. Este fato é particularmente importante quando consideramos que 2/3 das cidades africanas ainda não foram construídas.

2. Infraestrutura e conectividade

As cidades são verdadeiras motivadoras do desenvolvimento econômico, mas também apresentam grandes desafios, como congestionamento de tráfego e superpopulação. Para uma economia desenvolver todo o seu potencial, a infraestrutura é importante, mas a conectividade entre áreas urbanas, portos e aeroportos também é crucial.

Quando uma cidade tem boas conexões, as empresas querem investir lá: elas podem cortar custos, aumentar a especialização e a produtividade. As cidades se tornam máquinas reais de criação de emprego.

3. Direitos de propriedade

Precisamos de ruas com nomes, casas com números, endereços, para que possamos possuir nossas cidades e casas. Só então podemos exercer a cidadania. É importante desenvolver os direitos de propriedade e esse processo de registo precisa ser acompanhado por um mercado imobiliário dinâmico, no qual os habitantes possam mudar onde moram.

4. Gerenciando cidades

As cidades são genuínas máquinas de prosperidade e precisamos sentir que nossos impostos serão gastos na construção de novas escolas e bairros melhores para nossos filhos e famílias. Uma cidade deve ter direito a fontes de receita que possam ser usadas para o benefício de todos. Cientes de nossos deveres como cidadãos, deveríamos exigir o direito a uma cidade inclusiva e rica.

5. Cidades inclusivas

Todos devemos nos preocupar com cidades inclusivas. Precisamos gerenciar nossas terras corretamente e planejar nossos projetos de desenvolvimento urbano, com base em um único princípio: o bem-estar de todos. Não estamos falando apenas de construção, mas de ver a cidade como espaços de convivência. 

Como manter as comunidades vivas e interconectadas, com um sentimento de pertença. Cidades seguras, agradáveis, ambientalmente amigáveis ​​e sustentáveis. Temos que ver esse desafio como uma oportunidade. Não há margem para erro. As cidades devem ser hoje uma prioridade, para que amanhã possam receber todos de braços abertos.

Um plano que é discutível, na medida em que exige o concurso de todo um país e organizações associadas num regime de livre concorrência, e não no sistema anacrónico, que a tornou a senhora de “grandes mundos” e fundos, que a imensa maioria segregada durante anos no país, também reclama como seus.

 

 

 

- Publicidade -
- Publicidade -

China alerta firmas suecas sobre acção idêntica após proibição da Huawei

Segundo o Vanguard,  a China aconselhou a Suécia a levantar a proibição das suas empresas chinesas de tecnologia da rede 5G, alertando-a sobre  os...
- Publicidade -

Unitel distinguida pelo combate à fraude

A operadora angolana de telefonia móvel Unitel foi distinguida, com o reconhecimento de mérito, pela promoção, durante dois anos, do combate à fraude e...

Sudão prestes a sair da lista negra americana

Depois de meses de negociações entre as autoridades transitórias sudanesas e a administração americana, Cartum está prestes a sair da lista dos países que...

Tiros contra manifestantes geram onda de indignação na Nigéria

As hashtags #EndSARS e #LekkiMassacre proliferam-se pelas contas no Twitter após tiros atingirem manifestantes num protesto contra a polícia em Lagos. Amnistia Internacional trabalha...

Notícias relacionadas

China alerta firmas suecas sobre acção idêntica após proibição da Huawei

Segundo o Vanguard,  a China aconselhou a Suécia a levantar a proibição das suas empresas chinesas de tecnologia da rede 5G, alertando-a sobre  os...

Unitel distinguida pelo combate à fraude

A operadora angolana de telefonia móvel Unitel foi distinguida, com o reconhecimento de mérito, pela promoção, durante dois anos, do combate à fraude e...

Sudão prestes a sair da lista negra americana

Depois de meses de negociações entre as autoridades transitórias sudanesas e a administração americana, Cartum está prestes a sair da lista dos países que...

Tiros contra manifestantes geram onda de indignação na Nigéria

As hashtags #EndSARS e #LekkiMassacre proliferam-se pelas contas no Twitter após tiros atingirem manifestantes num protesto contra a polícia em Lagos. Amnistia Internacional trabalha...

Último debate entre Trump e Biden com microfones silenciados

Faltam duas semanas para as eleições e as campanhas dos candidatos à Casa Branca já estão em contrarrelógio. Na quinta-feira, Donald Trump e Joe...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.