- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Ex-líder de milícia rejeita acusações por crimes de guerra no Sudão

Ex-líder de milícia rejeita acusações por crimes de guerra no Sudão

Ali Kushayb negou no Tribunal Penal Internacional ter cometido os crimes de homicídio, violação e perseguição no Darfur. É a primeira vez que o acusado comparece à justiça. Uma nova audiência deve ocorrer em Dezembro.

O antigo líder das milícias sudanesas Ali Kushayb, acusado de crimes de guerra e contra a humanidade no Darfur, negou esta segunda-feira (15.06), perante um juiz do Tribunal Penal Internacional (TPI), todas as acusações de que é alvo, alegando que são falsas.

Após se entregar à justiça na semana passada, esta foi a primeira vez que Ali Kushayb compareceu perante o juiz, 13 anos após um mandado de detenção internacional. O alegado miliciano entregou-se às autoridades numa zona remota do norte da República Centro-Africana, perto da fronteira com o Sudão.

Devido às restrições impostas pelo coronavírus a audiência de Ali Mohammed Ali Abdul Rahman Ali, conhecido no Sudão como Ali Kushayb, decorreu por videoconferência a partir do centro de detenção do tribunal, em Haia, onde o miliciano se encontrada preso.

“Isso não é verdade”

Já no início da audiência de instrução do processo com juiz Rosario Salvatore Aitala, Ali Kushayb, através de um intérprete, afirmou ter conhecimento do processo com a seguinte frase: “sim, fui informado das acusações, mas isso não é verdade”.

Entre as acusações que fundamentam o mandado de detenção, emitido em 2007, contam-se homicídio, violação, perseguições e pilhagem, num total de 53 crimes, entre elas as acusações de homicídio ligadas ao alegado assassínio de cerca de 100 civis no início de Março de 2004 e uma acusação de actos desumanos cometidos na mesma altura. Em caso de condenação, Ali Kushayb pode vir a enfrentar uma pena de prisão perpétua.

Após a leitura dos direitos do preso, o juiz Aitala afirmou que o próximo grande passo no processo, uma audiência em que os procuradores tentarão persuadir os juízes de que dispõem de provas suficientes para justificar o envio do caso a julgamento, terá lugar a 7 de Dezembro.

Guerra do Darfur

Os rebeldes do Darfur lançaram, em 2003, um movimento de insurreição contra o Governo de Cartum, que respondeu com uma política de terra queimada com recurso a bombardeamentos aéreos e a milícias conhecidas como Janjaweed, acusadas de assassínios e violações em massa.

As estimativas apontam para a morte de mais 300 mil pessoas e 2,5 milhões foram expulsas das suas casas durante a guerra. Kushayb é acusado de comandar milhares de elementos das milícias Janjaweed em 2003-2004 e o TPI diz que participou “pessoalmente em alguns dos ataques contra civis”.

Kushayb e o antigo Presidente sudanês Omar al-Bashir escaparam à detenção por crimes de guerra durante mais de uma década, em parte por causa da relutância de outros países africanos em executarem mandados do Tribunal.

Al-Bashir viajou livremente para o estrangeiro e só depois de ter sido deposto, no ano passado, é que as autoridades sudanesas concordaram em extraditá-lo para a prisão de Haia. No entanto, o ex-Presidente ainda não foi entregue ao TPI.

Entretanto, o procurador-geral do Sudão, Tagelsirr al-Hebr, afirmou esta segunda-feira que a extradição do antigo Presidente sudanês para o TPI, que o acusa de crimes de guerra no Darfur, não é “necessária”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Sonangol e Gemcorp avançam com Refinaria de Cabinda – Investimento avaliado em 920 milhões USD

A Sonangol tornou público através de um comunicado que a Gemcorp, "em alinhamento com a petrolífera nacional", tomou a decisão final de investimento para...
- Publicidade -

Produtos deteriorados: SIC e AAAC desmantelam rede no Sambizanga

A Brigada de Delitos Económicos afectos ao Serviço de Investigação Criminal (SIC) com o apoio da Associação Angolana de Ajuda ao Consumidor (AAAC), ‘desmantelou’...

Huambo: Manifestações colocam UNITA e Polícia Nacional de costas viradas

De acordo com o maior partido na oposição, a Polícia Nacional, atacou a tiros, na noite desta quarta-feira, 28, a sede da UNITA na...

Suspeito de esconder celular em busca da nona fase da Operação Calvário é preso pela PF, na PB

Aparelho foi localizado na casa de ex-assessor de conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba. Operação investiga esquema de desvio de recursos da saúde...

Notícias relacionadas

Sonangol e Gemcorp avançam com Refinaria de Cabinda – Investimento avaliado em 920 milhões USD

A Sonangol tornou público através de um comunicado que a Gemcorp, "em alinhamento com a petrolífera nacional", tomou a decisão final de investimento para...

Produtos deteriorados: SIC e AAAC desmantelam rede no Sambizanga

A Brigada de Delitos Económicos afectos ao Serviço de Investigação Criminal (SIC) com o apoio da Associação Angolana de Ajuda ao Consumidor (AAAC), ‘desmantelou’...

Huambo: Manifestações colocam UNITA e Polícia Nacional de costas viradas

De acordo com o maior partido na oposição, a Polícia Nacional, atacou a tiros, na noite desta quarta-feira, 28, a sede da UNITA na...

Suspeito de esconder celular em busca da nona fase da Operação Calvário é preso pela PF, na PB

Aparelho foi localizado na casa de ex-assessor de conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba. Operação investiga esquema de desvio de recursos da saúde...

Tenet chega aos cinemas brasileiros

Adiado várias vezes por causa da pandemia de coronavírus, "Tenet" finalmente estreou nos cinemas brasileiros nesta quinta (29/10), mas sem causar o furor imaginado...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.