- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Banco de Poupança e Crédito notifica 512 devedores

Banco de Poupança e Crédito notifica 512 devedores

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) notificou ontem, por aviso público, um total de 512 clientes, a fim de comparecerem nas respectivas dependências de domicílio nos próximos 10 dias úteis para tratar assuntos de interesse comum.

Do total de clientes convocados por via de um anúncio, 326 são particulares e 186 empresas. A Direcção Regional Sul, na Huíla, com 301 clientes particulares notificados é a mais visada, seguida da Regional Este, em Saurimo, Lunda-Sul, com 95 empresas e 14 particulares. Na convocatória da Direcção de Marketing e Imagem estão ainda 35 empresas e 11 particulares da Direcção Regional Norte, em Malanje.

No início do ano, o BPC anunciou estar a organizar processos para recuperação do crédito malparado por via judicial depois de, em 2019, ter visto reembolsados 47 mil milhões de kwanzas, ou apenas 4,2 por cento da carteira de 1.118 mil milhões em dívida. Há dias, durante a apresentação dos resultados anuais de 2019 e perspectivas até 2022, o presidente do Conselho de Administração do BPC, António André Lopes, esclareceu aos jornalistas, que a prometida divulgação de nomes de devedores do banco está salvaguardada pela cláusula de sigilo bancário.

Contudo, as convocatórias anunciadas, repetidas vezes através das páginas do Jornal de Angola, visam exactamente cumprir este desiderato. Ainda assim, a recuperação do crédito malparado do banco é uma missão que a gestão do BPC diz ter em conta, apesar do alívio proporcionado com a transferência de 80 por cento do malparado à Recredit (950 mil milhões de kwanzas), ficando apenas com os restantes 20 por cento.

Só este mês, duas notícias de desvios em contas alheias de cerca de 600 milhões de kwanzas acenderam a luz laranja sobre a segurança do banco. O Conselho de Administração esclareceu serem os sistemas de alertas implantados, que têm garantido a detecção, em tempo útil, dos eventuais arrombos às contas de clientes.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...
- Publicidade -

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Notícias relacionadas

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.