- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal ​População portuguesa aumenta pela primeira vez em 10 anos

​População portuguesa aumenta pela primeira vez em 10 anos

O crescimento (residual) da população em 2019 deveu-se ao aumento do saldo migratório, segundo o INE.

A população portuguesa aumentou no ano passado em relação a 2018 graças à imigração, com um crescimento efectivo de 0,19%, a primeira vez em 10 anos, indica o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O crescimento da população em 2019 deveu-se ao aumento do saldo migratório (diferença entre as pessoas que saem e as que vêm para Portugal) de 11.570 para 44.506, uma vez que o saldo natural (diferença entre nados vivos e mortes) continuou negativo, caindo 0,25%.

Segundo as estimativas de população residente divulgadas hoje, a população ficou ainda mais velha no espaço de 10 anos, com metade dos residentes acima dos 45,5 anos, mais 4,3 anos do que se verificava em 2009.

Em 2019, o INE estima que vivessem em Portugal 10.295.909 pessoas (5.435.932 mulheres e 4.859.977 homens), mais 19.292, a primeira vez que o saldo é positivo desde 2009.

Em 2019, a idade média a que as mulheres tinham filhos aumentou para 31,4 anos, mais 1,7 anos do que em 2009.

Por região, o saldo migratório positivo registou-se na Área Metropolitana de Lisboa, Centro, Norte e Região Autónoma da Madeira.

Em 2019, a população com menos de 15 anos decresceu 10.581 pessoas para 1.396.985 e a população com 65 anos ou mais aumentou 36.199 para 2.280.424 pessoas.

As pessoas com 85 anos ou mais aumentaram para 322.609 (mais 12.335) e em 2019 havia 163,2 idosos (com 65 anos ou mais) por cada 100 jovens (entre zero e 14 anos).

Mesmo assim, a região mais jovem de Portugal é o arquipélago dos Açores, a única onde há mais jovens do que idosos, com um índice de envelhecimento de 97,2 idoso por 100 jovens.

O índice de envelhecimento mais elevado foi no Alentejo, onde em 2019 havia 206,1 idosos por cada 100 jovens, e no Centro, com 203,6 idosos por cada 100 jovens.

- Publicidade -
- Publicidade -

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...
- Publicidade -

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Notícias relacionadas

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Em tempos de pandemia, projecto em Angola facilita contacto de reclusos com famílias

Em Angola, projecto "parlatório virtual" prevê criação de salas de vídeo para ajudar reclusos no contato com seus familiares. É uma iniciativa do centro...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.