- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Ex-guerrilheiros da Renamo devem beneficiar de iniciativas de desenvolvimento, diz o IMD

Ex-guerrilheiros da Renamo devem beneficiar de iniciativas de desenvolvimento, diz o IMD

A sustentabilidade da paz em Moçambique depende da inclusão de ex-guerrilheiros da Renamo no desenvolvimento local, diz o Instituto para Democracia Multipartidária (IMD).

A posição desta organização é apresentada na sequência do reinício do processo de Desmobilização, Desarmamento e Reintegração (DDR) dos guerrilheiros da Resistência Nacional Mocambicana (RENAMO), simbolizada por uma recente entrega de armas, em Sofala.

O IMD defende a criação de iniciativas de desenvolvimento inclusivas nas zonas nas zonas afectadas pelo conflito e nas que irão receber os antigos guerrilheiros, de modo a garantir que os benefícios da paz sejam abrangentes e todos se sintam parte do processo.

Por outro lado, diz o IMD, “é necessário que se faça um mapeamento das zonas de destino dos ex-guerrilheiros e que se reforce o papel das lideranças locais na indução e sensibilização dos guerrilheiros e das comunidades, de modo a promover-se uma convivência pacífica”.

Para o IMD é importante que os guerrilheiros recebam informação sobre “os mecanismos formais de reivindicação dos seus direitos na sua vida civil no contexto de Estado de Direito Democrático”.

Nesse processo deverão ser envolvidos, na óptica do IMD, os partidos políticos, organizações da sociedade civil, organizações religiosas, entidades públicas e privadas.

Consta que o DDR deve abranger, pelo menos, cinco mil ex-guerrilheiros da Renamo.

A organização elogia o papel do presidente Filipe Nyusi e do líder da Renamo, Ossufo Mamade, mas adverte que não devem permitir que situações adversas como a Covid-19 abrandem mais “o ritmo de implementação do DDR”, o que teria impacto logístico nos centros de acantonamento.

Outra chamada de atenção é relativa à ameaça que a Junta Militar da Renamo representa para o processo.

“O sucesso deste processo vai requerer uma união de esforços para uma resolução holística e de forma inclusiva às ameaças ao processo de DDR e paz levados a cabo pela Junta Militar da Renamo, ” diz o IMD.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.