Radio Calema
InicioMundo LusófonoMoçambiqueMais de 800 empresas moçambicanas reportam prejuízos por causa da Covid-19

Mais de 800 empresas moçambicanas reportam prejuízos por causa da Covid-19

Mais de 800 empresas moçambicanas comunicaram ao Governo prejuízos e, pelo menos, 39 mil trabalhadores viram os seus contratos suspensos, em resultado das medidas contra o novo coronavírus.

“Temos 823 empresas com suspensão de contratos de trabalho, temos 144 em férias colectivas, 18 com encerramento definitivo, 96 no sistema de rotatividade, 16 em teletrabalho e 25 com redução dos trabalhadores”, disse a Ministra do Trabalho, Margarida Talapa.

Talapa disse que os trabalhadores com contratos suspensos serão pagos em conformidade com o artigo 123 da Lei de Trabalho, que “prevê o pagamento dos salários em 75%, no primeiro mês; 50 %, no segundo; e 25% no terceiro”.

“A nossa grande preocupação é o que será depois do terceiro mês”, disse Talapa.

Para a Confederação das Associações Económicas (CTA) a situação é preocupante no sector da indústria extractiva, disse Chivambo Mamadhusen, do pelouro dos recursos minerais, hidrocarbonetos e energia.

“Até ao momento, 32% das empresas associadas às indústrias extractivas registam uma redução de 100%, portanto empresas em fase de falência; 59% dessas empresas teve uma redução a 50% no seu volume de negócios”, disse Mamadhusen.

Face ao cenário, o economista Caldas Chemane disse que o Governo deve adoptar medidas claras, que podem incluir o apoio alimentar aos trabalhadores afectados.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.