Radio Calema
InicioEconomiaCooperativas organizam-se para o crédito do BDA

Cooperativas organizam-se para o crédito do BDA

As cooperativas agrícolas da província do Bengo estão a trabalhar com o Gabinete Provincial para o Desenvolvimento Económico Integrado na organização documental e estrutural para aderir ao crédito do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA).

A informação foi revelada pela directora do Gabinete Provincial para o Desenvolvimento Económico Integrado do Bengo, Fátima Sebastião, referindo que foram seleccionadas 15 cooperativas agrícolas seleccionadas para concorrer ao financiamento.

Em declarações à imprensa no final de um encontro com a empresa de consultoria Agro-Promotora e representantes das 15 cooperativas agrícolas seleccionadas, a responsável explicou que a pretensão é financiar, com cerca de 50 milhões de Kwanzas a cada, no quadro do projecto do BDA inserido no Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI).

Fátima Sebastião disse que o sector tem trabalhado com as administrações municipais no controlo da estatística das associações e cooperativas, acompanhando e traçando políticas de incentivo.

O problema de concessão e legalização de terra, a construção de infra-estruturas e o acesso ao crédito bancário são as principais dificuldades que as cooperativas agrícolas da província do Bengo enfrentam.

Já o presidente da cooperativa agro-pecuária Desejo, Sebastião Mateus João, elogiou a iniciativa do Governo, pois caso se concretize permitirá a aquisição de inputs e insumos para melhor desenvolverem a sua actividade.

Reiterou a necessidade da aquisição de viaturas para facilitar o escoamento de produtos agrícolas.

Por seu turno, o representante da empresa consultora Agro-Promotora, Justino Soares, disse que o encontro permitiu apresentar as fichas de recolha de informação e documentação das cooperativas seleccionadas pelo Gabinete provincial do Desenvolvimento Económico Integrado do Bengo.

Durante 15 dias, a empresa consultora Agro-Promotora, contratada pelo Ministério da Economia e Planeamento, visitará as fazendas seleccionadas para constatar o nível de produção, organização para depois elaborar um estudo de viabilidade económica que será submetido ao BDA para possível financiamento.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.