- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Bolsonaro ameaça retirar Brasil da OMS

Bolsonaro ameaça retirar Brasil da OMS

No dia em que o Brasil regista oficialmente 646 mil casos de COVID-19 e ultrapassa já as 35 mil mortes o seu presidente ameaça retirar o país da Organização Mundial de Saúde a quem acusou de atuar de forma política.

A ameaça segue-se à decisão do seu homólogo norte-americano, Doanld Trump, de retirar os Estados Unidos da OMS depois de acusar a organização de não ter sido transparente na gestão da crise da pandemia do novo coronavírus e de se ter colocado ao lado da China de quem se tornara um “boneco.”

“Adianto aqui: os Estados Unidos saíram da OMS, a gente estuda no futuro, ou a OMS trabalha sem o viés ideológico ou a gente vai estar fora também. Não precisamos de gente lá de fora dar palpite na saúde aqui dentro”, disse Bolsonaro em entrevista à porta do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro referiu também a decisão da OMS retroceder na decisão de interromper os testes com a cloroquina para tratar a Covid-19, e disse que se devia ao fato dos Estados Unidos terem cortado o financiamento à organização de saúde.

A OMS decidira suspender os testes devido ao número de óbitos relacionados ao remédio em pacientes da pandemia, mas repensou a medida depois duma revisão feita pela conceituada revista científica The Lancet de um artigo que havia apontado riscos no uso do medicamento, depois que os autores do estudo reconheceram possíveis problemas com dados usados no levantamento. Os testes da OMS estão a ser coordenados pelo Grupo Executivo do Ensaio Solidariedade.

Quer Bolsonaro quer Trump defendem o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para tratar a Covid-19, apesar da falta de eficácia comprovada.

Bolsonaro foi questionado sobre comentário feito pelo presidente dos EUA que disse ser o Brasil um país com dificuldades para lidar com a pandemia de coronavírus. Não respondeu. Apenas enviou “um abraço” ao presidente americano e disse que o Brasil quer cada vez mais aprofundar o relacionamento com os Estados Unidos.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Queda do valor do preço do petróleo pode deixar Governo angolano sem dinheiro para investimentos

As receitas fiscais petrolíferas em Angola valem menos de 50 por cento, pela primeira vez, revelou o Standard Bank nesta semana. Economistas angolanos dizem que...
- Publicidade -

Empresário libanês expulso de Angola foi libertado pelos EUA

O empresário libanês Ali Tajideen, que durante vários anos operou em Angola e foi condenado nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro a favor...

Caso 500 milhões: Julgamento continua com leitura de quesitos – Supremo anuncia hoje data da sentença

O julgamento do caso 500 milhões de dólares, que envolve o antigo presidente do Fundo Soberano (FSDEA), José Filomeno dos Santos "Zenu", e o...

Cerca sanitária: Hotel no Lubango suspeito de albergar pessoas com Covid-19 provenientes de Luanda

O Novo Hotel, no Lubango, Huíla, está desde o início do dia de hoje, quinta-feira, 09, sujeito a uma cerca sanitária com reforço policial...

Notícias relacionadas

Queda do valor do preço do petróleo pode deixar Governo angolano sem dinheiro para investimentos

As receitas fiscais petrolíferas em Angola valem menos de 50 por cento, pela primeira vez, revelou o Standard Bank nesta semana. Economistas angolanos dizem que...

Empresário libanês expulso de Angola foi libertado pelos EUA

O empresário libanês Ali Tajideen, que durante vários anos operou em Angola e foi condenado nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro a favor...

Caso 500 milhões: Julgamento continua com leitura de quesitos – Supremo anuncia hoje data da sentença

O julgamento do caso 500 milhões de dólares, que envolve o antigo presidente do Fundo Soberano (FSDEA), José Filomeno dos Santos "Zenu", e o...

Cerca sanitária: Hotel no Lubango suspeito de albergar pessoas com Covid-19 provenientes de Luanda

O Novo Hotel, no Lubango, Huíla, está desde o início do dia de hoje, quinta-feira, 09, sujeito a uma cerca sanitária com reforço policial...

Governador russo detido por suspeita de envolvimento em homicídios

Um governador provincial no extremo oriente russo foi hoje detido por suspeitas de envolvimento numa série de homicídios e outros delitos graves, anunciou o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.