- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Nyusi e Momade marcam novo arranque desmobilização e reintegração dos militares da...

Nyusi e Momade marcam novo arranque desmobilização e reintegração dos militares da Renamo

VoA

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, na oposição, Ossufo Momade, retomaram nesta sexta-feira, 5, na província de Sofala o processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos antigos guerrilheiros daquele partido que estava parado há um ano.

Eles foram às matas de Savane para acompanhar a entrega das armas de dezenas de guerrilheiros do maior partido da oposição.

O antigo negociador-chefe da Renamo do Acordo Geral de Paz em Moçambique, Raúl Domingos, saúda o início deste processo, mas diz esperar que não seja uma acção para dar sinal de que alguma coisa está a acontecer.

Domingos adverte, no entanto, que sem um calendário claro, com acções muito concretas, o processo poderá fracassar tal como aconteceu no passado, com a Operação das Nações Unidas em Moçambique (ONUMOZ).

“É preciso que haja um calendário claro e que os termos da desmobilização também sejam claros, para evitar aquilo que aconteceu no passado porque a parte mais frágil da paz é, exactamente, esta questão da desmobilização, desmilitarização e reintegração”, considera o líder do Partido para a Paz, Democracia e Desenvolvimento (PDD).

Para Raúl Domingos, trata-se de um grupo de pessoas vulneráveis, que sempre viveram com armas, e a sua desmobilização “não deve ser feita nos moldes do processo da ONUMOZ, em que cada guerrilheiro recebia um cheque para sobrevivência durante 18 meses, um balde com semente e uma catana, e dizia-se vai para casa, e no fim de 18 meses, a pessoa não tinha capacidade de sobrevivência”.

Por seu turno, o sociólogo Moisés Mabunda, considera o início da desmobilização, desmilitarização e reintegração dos militares da Renamo um desenvolvimento político-militar bastante importante, mas não sabe como é que vai reagir a ala dissidente de Mariano Nhongo.

Contudo, para António Sitoi, líder da igreja zione em Moçambique, desta vez, “as coisas vão andar”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Países Baixos vão abrir ação judicial contra Rússia em relação à queda do MH17

A notícia surge após o Ministério Público holandês concordar em adiar as audiências de Setembro a Outubro deste ano para Fevereiro e Março de...
- Publicidade -

Cerca de 700 familiares de membros do grupo Estado Islâmico faleceram em campos na Síria

Em conferência de imprensa esta quinta-feira, Vladimir Vorontsov, chefe da luta antiterrorismo na ONU alertou que pelo menos 700 pessoas, essencialmente mulheres e crianças,...

Detido idoso por violar sexualmente menor de sete anos

Um idoso de 61 anos de idade foi detido, esta semana, nos arredores da cidade do Huambo, depois de violar sexualmente uma menor de...

João Lourenço aproveita revisão do OGE 2020 para reforçar áreas sociais… e a Presidência

O Ministério da Justiça é um dos órgãos que vê a sua dotação financeira reforçada na revisão do Orçamento Geral de Estado (OGE), mas...

Notícias relacionadas

Países Baixos vão abrir ação judicial contra Rússia em relação à queda do MH17

A notícia surge após o Ministério Público holandês concordar em adiar as audiências de Setembro a Outubro deste ano para Fevereiro e Março de...

Cerca de 700 familiares de membros do grupo Estado Islâmico faleceram em campos na Síria

Em conferência de imprensa esta quinta-feira, Vladimir Vorontsov, chefe da luta antiterrorismo na ONU alertou que pelo menos 700 pessoas, essencialmente mulheres e crianças,...

Detido idoso por violar sexualmente menor de sete anos

Um idoso de 61 anos de idade foi detido, esta semana, nos arredores da cidade do Huambo, depois de violar sexualmente uma menor de...

João Lourenço aproveita revisão do OGE 2020 para reforçar áreas sociais… e a Presidência

O Ministério da Justiça é um dos órgãos que vê a sua dotação financeira reforçada na revisão do Orçamento Geral de Estado (OGE), mas...

Comissário Alexandre Canelas assume lista de consenso à presidência do Interclube

Depois de terem inicialmente assumido as candidaturas individuais nas eleições do Interclube, Alexandre Canelas e António Camulogi decidiram juntar os seus programas, com a...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.