- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo América do Sul Maduro e Guaidó chegam a acordo para obter recursos contra a COVID-19

Maduro e Guaidó chegam a acordo para obter recursos contra a COVID-19

O governo de Nicolás Maduro e o líder opositor Juan Guaidó chegaram a um acordo para obter recursos destinados a enfrentar a propagação do novo coronavírus na Venezuela com a assistência da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), confirmaram as partes nesta terça-feira (2).

“Ambas as partes propõem trabalhar coordenadamente, em coordenação e com o apoio da OPAS, na busca por recursos financeiros que contribuam para o fortalecimento das capacidades de resposta do país” ao novo coronavírus, diz um documento lido na TV estatal pelo ministro da Comunicação, Jorge Rodríguez.

Mais cedo, a equipe de comunicação do líder parlamentar, reconhecido como presidente encarregado da Venezuela por meia centena de países, anunciou em um comunicado a assinatura de um “plano de cooperação técnica para atender a crise humanitária do coronavírus”.

O acordo, assinado na segunda-feira em Caracas, estabelece linhas “prioritárias” na atenção à pandemia, entre elas a detecção de casos activos de COVID-19, a vigilância epidemiológica e o tratamento adequado dos contagiados.

As partes não confirmaram até agora qual é o montante estimado para o plano, nem se informou em que condições os recursos seriam aplicados.

“Conseguimos que” a OPAS receba “fundos aprovados para ajuda humanitária”, informou, no entanto, um comunicado da equipe de Guaidó, assegurando que o pacto permite entregar o dinheiro para a emergência “nas mãos de organismos internacionais” e não ao governo de Maduro.

Trata-se de uma “doação aprovada” pela Assembleia Nacional (unicameral), único poder nas mãos da oposição, destacou Guaidó no Twitter após o pronunciamento de Rodríguez.

detalhes.

“A OPAS está tomando medidas para apoiar sua implementação”, disse uma porta-voz do organismo regional com sede em Washington.

Na Venezuela há 1.819 contagiados e 18 falecidos por COVID-19, segundo cifras oficiais, um balanço contestado por organizações como a Human Rights Watch.

A pandemia encontrou um país petroleiro mergulhado em uma crise económica, com hiperinflação e serviços públicos colapsados, uma situação que provocou o êxodo de cinco milhões de venezuelanos desde o fim de 2015, segundo as Nações Unidas.

- Publicidade -
FonteAFP
- Publicidade -

Queda do valor do preço do petróleo pode deixar Governo angolano sem dinheiro para investimentos

As receitas fiscais petrolíferas em Angola valem menos de 50 por cento, pela primeira vez, revelou o Standard Bank nesta semana. Economistas angolanos dizem que...
- Publicidade -

Empresário libanês expulso de Angola foi libertado pelos EUA

O empresário libanês Ali Tajideen, que durante vários anos operou em Angola e foi condenado nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro a favor...

Caso 500 milhões: Julgamento continua com leitura de quesitos – Supremo anuncia hoje data da sentença

O julgamento do caso 500 milhões de dólares, que envolve o antigo presidente do Fundo Soberano (FSDEA), José Filomeno dos Santos "Zenu", e o...

Cerca sanitária: Hotel no Lubango suspeito de albergar pessoas com Covid-19 provenientes de Luanda

O Novo Hotel, no Lubango, Huíla, está desde o início do dia de hoje, quinta-feira, 09, sujeito a uma cerca sanitária com reforço policial...

Notícias relacionadas

Queda do valor do preço do petróleo pode deixar Governo angolano sem dinheiro para investimentos

As receitas fiscais petrolíferas em Angola valem menos de 50 por cento, pela primeira vez, revelou o Standard Bank nesta semana. Economistas angolanos dizem que...

Empresário libanês expulso de Angola foi libertado pelos EUA

O empresário libanês Ali Tajideen, que durante vários anos operou em Angola e foi condenado nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro a favor...

Caso 500 milhões: Julgamento continua com leitura de quesitos – Supremo anuncia hoje data da sentença

O julgamento do caso 500 milhões de dólares, que envolve o antigo presidente do Fundo Soberano (FSDEA), José Filomeno dos Santos "Zenu", e o...

Cerca sanitária: Hotel no Lubango suspeito de albergar pessoas com Covid-19 provenientes de Luanda

O Novo Hotel, no Lubango, Huíla, está desde o início do dia de hoje, quinta-feira, 09, sujeito a uma cerca sanitária com reforço policial...

Governador russo detido por suspeita de envolvimento em homicídios

Um governador provincial no extremo oriente russo foi hoje detido por suspeitas de envolvimento numa série de homicídios e outros delitos graves, anunciou o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.