- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Crónicas e Artigos Lembrar George Floyd e Luther King

Lembrar George Floyd e Luther King

por Gabriel Baguet Jr

Com um Fraterno Abraço num momento marcante da História da Humanidade quer pelas perdas de milhares de Vidas inocentes face ao COVID 19, as assimetrias acentuadas mesmo no combate à Doença e para que não bastasse, assistimos agora à grosseira, violenta e Ódio policial perante um Cidadão Negro que chamou pela Mãe Negra antes de morrer por asfixia pela brutalidade e inqualificável actuação de um Psicopata Xenófobo que desrespeitou em toda a linha os princípios mais elementares da sua condição de monstro polícia. Autoridade não tem que significar abuso de Poder e uso desproporcional da força perante outrem. Se o princípio do Direito é a prova, aquelas terrivéis imagens mostram o modo cruel de fazer morrer um Ser Humano Agora imaginemos o que não se vê e o que os nossos Olhos não captam. George Floyd pediu para viver. Mas o Psicopata matou um Ser Humano que chamou pela sua Querida Mãe Negra. Nesta altura a canção de Rui Mingas, Waldemar Bastos e Jorge Monteiro ( todos filhos do Reino de N’Gola) com o título Mãe Negra devesse ser traduzido para todas as Línguas do Mundo para Homenagear justamente George Floyd. Quem já foi espancado pela brutalidade policial sabe o que sente na Alma. É uma dor que acompanha o nosso tempo existencial. Eu fui espancado na noite de Luar na mesma noite em que os skinheads mataram brutalmente o jovem irmão cabo-verdiano Alcino Monteiro no histórico Bairro Alto, habitado no Século XVI por Africanos Negros e não só. A Médica que me tratou é uma brilhante ortopedista que trabalhou no Centro Ortopédico de São Lázaro e integrado no Hospital de São José em Lisboa. A minha Homenagem à Dra Margarida Santos e que ainda continua em funções. De traço Humanista e competente Médica. É justo evocar tão justa atitude, como à Jornalista da TVI, então Canal 4 que sem filtros me entrevistou.

A luta contra qualquer Injustiça não pode parar. Mesmo vivendo circunstâncias difíceis não podemos adormecer face à grosseiras violações. Não é esse o caminho. As Avenidas têm que ser outras.
É preciso ir ao encontro da Memória e lembrar o genial e histórico Dr. Martin Luther King Jr e recordar estas palavras que cito:”Devemos enfrentar a força física com a força da alma”, fim de Citação do Pensamento profundamente Humanista quando discursou no dia 28 de Agosto de 1963 nos degraus do Lincoln Memorial, em Washington DC nos EUA.

O SR. Presidente do EUA Donald Trump ameaça colocar o exército americano na rua numa da “demonstração de força pela ausência da” força da alma” que não tem,nem terá, não percebendo, nem sentindo a Asfixia de George Floyd. Passaram 57 anos do inesquecível Discurso do Grande Homem que foi o Dr. Martin Luther King Jr. Quando discursou perante 200 mil pessoas a 28 de Agosto de 1963 citou a Proclamação da Independência e da Abolição da Escravatura. Disse em múltiplas circunstâncias que a epiderme não significa mais Inteligência, mais Criatividade, mais Carácter, mais Meritocracia ou outra qualidade Humana. Quando o ex-presidente Barack Obama concorreu às Eleições muitos fazedores de Opinião falavam no Candidato Negro. Como se a condição de Ser Negro, não legítima sonhos e Direitos. Ouvi e vi esta descrição sistemática em relação ao Afro-Americano que foi visitar ao Quénia a sua Avó Negra. Mas não seremos todos Nós filhos da designada África Negra considerando os milhões de Seres Humanos escravizados em todo o Mundo e depois de um demónio que se chamou Colonialismo? Avaliar um Ser Humano pela sua epiderme é revoltante. Disse num Programa da SIC Notícias há uns anos conduzido pela Jornalista Conceição Lino que enquanto seres em gestação na barriga das nossas mães, não sabemos se vamos nascer altos ou obesos, com olhosazuis ou escuros e a Cidade de nascimento e o grau de inteligência que teremos. Nos diferentes Estados Norte -, Americanos as mãos que se levantam contra um Sistema Policial Perverso têm todas as epidermes. Não é relevante Ser dito Branco ou dito Negro.

O que está em causa é a condição de Ser-se Pessoa e ser-se respeitado como Pessoa. Mas muitos sistemas Políticos são perversos e o cumprimento escrupuloso do que deve ser o Estado de Direito Democrático. Porque a Xenofobia existe, a Discriminação é transversal e existe efectivamente e nos subterrâneos de muitos corredores do Poder político e policial a Discriminação é pensada. Deixemo-nos de ilusões. E qualquer brutalidade, apesar da minha voz e das minha palavras não chegarem a quem decide, condenarei sempre o Sistema Policial que usa brutalmente da força que esquece por ignorância pura e incultura também jurídica e constitucional que não importa, repito, ser Branco ou Negro como queiram chamar para denegrir, humilhar e matar. A prática de um crime deve ser condenada apurados todos os factos, mas sem esquecer que no quadro da mokdura há preceitos a respeitar decorrentes de várias Convenções Internacionais e não só. Eu não escolhi nascer com a epiderme que assumidamente tenho e a minha carapinha e assumo as minhas várias origens e não discrimina ninguém porque tem uma epiderme mais clara que eu. Não é aceitável em pleno Século XXI, depois da tragédia da Escravatura, do Colonialismo, do Apartheid, das 2 Guerras Mundiais, do Holocausto, dos vários Campos de Concentração Nazi e dos Tarrafais da vida, como a Cadeia do Aljube e Peniche que se perpetuam práticas absolutamente condenavéis. Um Polícia tem que perceber na sua actuação a proporcionalidade, o bom senso, a inteligência e a responsabilidade que tem perante terceiros e qual a razão de ser do suposto juramento que faz. Nenhum tom da epiderme que tenhamos ou característica física ou origem determina tamanha brutalidade e afirmação do Ódio. O que vencerá Sempre, é a Linguagem do Amor puro, do Afecto puro e genuíno, de Diálogos Puros e Transparentes, cultivando o Humanismo verdadeiro e sem hipocrisia. Assim podemos construir um Novo Mundo. Mais justo e inclusivo. De outro modo, não há Desenvolvimento Humano. Não há Igualdade e pura Solidariedade. O fomento do Ódio cria mais Ódio. Aos decisores de diversa ordem, importa definitivamente ouvir, auscultar, perceber, entender e dialogar. Se o exercício do Poder continuar na base do Preconceito, da Discriminação, da Ignorância e da Petulância não teremos o Sonho da construção de Sociedades justas como pensou o Dr. Martin Luther King Jr ao referir ” I Have a Dream”.

Merecem a minha Sentida Homenagem todas as Mulheres, Homens, Jovens e crianças que através dos Seus Educadores fazem o culto diário de boas práticas no plano Humano e que se releia a Declaração Universal dos Direitos Humanos, criada há 70 anos. Não basta teorizar. É preciso praticar. George Floyd não merecia morrer asfixiado à luz do mundo inteiro. Não. Ainda quiseram dizer numa primeira Autópsia que não tinha morrido por asfixia. Mas uma Equipa Médica Independente composta por uma Médica Negra e um Médico Branco disseram que George Floyd morreu por asfixia. O Monstro tirou-lhe deliberadamente o Oxigénio tão fundamental para viver a nossa existência. Apesar dos pontapés que levei de 4 polícias até partirem-me a perna, não tenho dentro de mim Ódio. Mas assumo que não esqueci o que me fizeram. Logo, todos de forma individual e colectiva e sem demagogias e retóricas de circunstância, devemos respeitarmo-nos nas nossas diferenças e semelhanças e sem práticas Discriminatórias e Xenófobas. Só a “força da alma” constroi como disse o histórico Dr. Martin Luther King Jr. Acrescento que só o verdadeiro Amor faz celebrar e cantar a vida. Em Tempos de Pandemia emergiram outras Pandemias que eu julgava estarem enterradas. Mas infelizmente o Preconceito cresce assustadoramente. Por isso ouvir as ” Esquinas” do Compositor brasileiro Djvan, ” O Crepúsculo em Nova Iorque” também do histórico Vinicius de Moraes ou ouvir Dexter Gordon que viveu exilado 15 anos em Copenhague ou Anna Maria Jopek cantora polaca que gravou e cantou com Sting e Tito Paris possam amenizar os nossos dias face às múltiplas Pandemias para além do trágico COVID 19. Mas também nestes tempos de actual má Memória, recordar Zeca Afonso e os seus “Traga mais Cinco”, passando por Pablo Milanêz, ASTOR Piazolla, John Lennon ou o jovem Compositor Paulo Flores com o seu “Poema do Semba” e não esquecer as vozes de Billie Holiday e Elis Regina para o Mundo ser curado e tratado. O Mundo precisa de ser tratado. Urge uma Vacina para combater a COVID 19,mas são nnecessárias outras Vacinas para combater retrógradas Mentalidades e comportamentos altamente abusivos. A Música, a Poesia e a Escrita entre outras Artes têm essa bela essência tão necessária aos nossos Dias presentes e futuros. Paz à alma de George Floyd e seus Familiares e amigos, como também a todas as Mulheres e Homens em tudo o mundo sujeitos à boçalidade e arrogância de muitos Polícias inconscientes e cheios de Ódio dentro de si. A Esperança é o Poema para um novo Devir.

- Publicidade -
- Publicidade -

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...
- Publicidade -

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Notícias relacionadas

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.