- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Covid-19: Dezanove crianças festejam 1 de Junho infectadas

Covid-19: Dezanove crianças festejam 1 de Junho infectadas

Numa altura em que se festeja o mês da criança (Junho), dezanove petizes encontram-se infectados com a Covid-19, num universo de 86 casos confirmados em Angola, informou, segunda-feira, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

As crianças infectadas possuem idades compreendidas entre os zero e os 17 anos, com realce para duas de um e dois meses, de acordo com esse dirigente, na tradicional comunicação de actualização dos dados da pandemia, num dia em que Angola não registou novos casos.

Ao apresentar o boletim informativo epidemiológico, Franco Mufinda explicou que a Covid-19 em Angola afectou, até ao momento, 10 crianças dos zero aos nove anos (as duas crianças de um e dois meses, respectivamente) e outras nove dos 10 aos 17.

“Estamos a fazer tudo para devolver a saúde a todas as crianças internadas”, sublinhou em valorização às crianças e à data a si reservada internacionalmente (01 de Junho), numa altura em que o país regista 86 casos, dos quais quatro mortos, 18 recuperados e 64 activos.

Na ocasião, o secretário de Estado para a Saúde Pública informou, de igual modo, que 150 pacientes dependentes de hemodiálise e internados na “cerca sanitária” da Clínica Multiperfil testaram todos negativos à Covid-19.

“Todos doentes de hemodiálise internados na Multiperfil, que sofrem de insuficiência renal, vão merecer a nossa atenção”, tranquilizou, respondendo a preocupações apresentadas pelos aludidos pacientes, após decretar-se cerca sanitária na referida unidade hospitalar.

De acordo com o responsável, nesse período, não foram confirmados novos casos da Covid-19, mantendo-se 86 pessoas já infectadas em Angola, com quatro óbitos e 18 recuperados, 64 casos activos, um dos quais requerendo atenção especial, por ter doenças crónicas.

“Os restantes pacientes estão clinicamente estáveis, nas unidades sanitárias onde se encontram internados”, informou.

CISP

Relativamente ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), o secretário de Estado para a Saúde Pública disse ter recebido 40 chamadas, entre as quais uma denúncia e 39 pedidos de informação sobre a doença.

INIS

O boletim informativo mostra que o Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS) processou 10 mil 451 amostras, das quais 86 positivas (57 de transmissão local) e nove mil e 911 negativas. As restantes 454 estão em processamento.

Quanto a altas, na segunda-feira, quatro pessoas receberam em Luanda, duas (02) na Huíla, 21 no Cuanza Norte, uma (01) na Lunda Norte e igual número no Zaire (01).

Por esta altura, estão em investigação 456 casos suspeitos e 1.155 contactos sob vigilância, ao passo que 1.039 pessoas se encontram em quarentena institucional.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.