- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Destaques Cultura Artistas africanos repudiam racismo nos EUA

Artistas africanos repudiam racismo nos EUA

Várias individualidades da arte e cultura africanas, entre os quais escritores angolanos, subscreveram uma nota de protesto contra as acções racistas registadas, nos Estados Unidos da América e no resto do Mundo, contra cidadãos negros.

Da parte angolana subscreveram Pepetela, José Eduardo Agualusa, José Luís Mendonça, Ondjaki, Adriano Mixinge e Abreu Paxe, que se juntaram às vozes discordantes da morte de afro-descendentes naquele país.

Os artistas pedem a intervenção da União Africana e dos governos africanos na luta contra o racismo e apoiam, em particular, as manifestações de protesto contra a morte, por asfixia, do afro-americano George Floyd, a 25 de Maio último, por um polícia de Minneapolis, EUA.

O agente Derek Chauvin, que imobilizou Floyd, no chão, pressionando-o com o joelho no pescoço, está detido, acusado de homicídio em terceiro grau e homicídio involuntário.

“Como pessoas que fazem da escrita sua profissão, conscientes que a nossa ligação com aqueles que vivem nos EUA e em outras diásporas africanas ultrapassa espaços geográficos, afirmamos que condenamos os actos de violência contra todas as pessoas negras”, lê-se no documento a que a ANGOP teve acesso.

Os subscritores exigem justiça por todo e qualquer assassinato de motivação racial, seja cometido pela polícia ou por civis.

“Estamos cientes de que estes não são protestos tranquilos. Não era o que esperávamos e nem o que deveria ser esperado nos Estados Unidos da América”, reforçam.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.