- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA EUA oferece recompensa de US$ 5 milhões por outro venezuelano próximo a...

EUA oferece recompensa de US$ 5 milhões por outro venezuelano próximo a Maduro

Os Estados Unidos ofereceram uma recompensa de até US$ 5 milhões na segunda-feira (1) pelo venezuelano Joselit de la Trinidad Ramírez Camacho, um funcionário do governo de Nicolás Maduro, que o governo americano somou ao registo de fugitivos por lavagem de dinheiro e evasão de sanções financeiras.

Ramírez Camacho, actual superintendente de criptoactivos da Venezuela, foi incluído no Programa Transnacional de Recompensa ao Crime Organizado (TOCRP) do Departamento de Estado e adicionado à lista dos mais procurados pelo Serviço de Imigração e Fiscalização Aduaneira (ICE), relatou o Departamento de Segurança Interna (DHS).

Ele observou que a medida busca “acabar com a corrupção e a criminalidade ligada ao regime Maduro”.

“O povo venezuelano merece um governo que escolheu livremente e cujos funcionários não conspiram com seus associados para cometer crimes de roubo contra o povo da Venezuela, incluindo lavagem de dinheiro para esconder o produto dessas actividades ilegais”, disse o secretário de Estado Mike Pompeo.

Em um comunicado, o chefe da diplomacia dos EUA reiterou o compromisso de Washington de “ajudar os venezuelanos a restaurar sua democracia através de eleições presidenciais livres e justas”.

Enquanto isso, a chancelaria venezuelana rejeitou “energicamente” em um comunicado os anúncios de Washington, ao destacar que “pretendem empreender uma perseguição” contra Ramírez Camacho a partir de “acusações infundadas extraídas de um roteiro hollywoodiano medíocre”.

“É evidente que em meio a protestos maciços (…) e em meio à sua crise humanitária mais profunda em um século que fez mais de 100.000 vidas, o governo de Donald Trump busca distrair a atenção da opinião pública reforçando suas práticas ilegais e coercitivas contra a Venezuela”, acrescentou o texto.

Desde Janeiro de 2019, os Estados Unidos lideram a pressão internacional para incentivar a saída de Maduro, cuja reeleição em maio de 2018 o país considera fraudulenta e a quem atribui corrupção generalizada e graves violações dos direitos humanos.

Ramírez Camacho, 33, é um dos acusados pela promotoria do Distrito Sul de Nova York por lavagem de dinheiro e evasão às sanções do Tesouro dos EUA relacionadas a narcóticos, juntamente com o actual ministro venezuelano do petróleo Tareck El Aissami.

A acusação é parte de um megaprocesso revelado em 26 de Março pelo Departamento de Justiça contra Maduro e 14 autoridades venezuelanas e ex-autoridades acusadas de tráfico de drogas, corrupção, tráfico de drogas e outras acusações criminais.

- Publicidade -
FonteAFP
- Publicidade -

Países Baixos vão abrir ação judicial contra Rússia em relação à queda do MH17

A notícia surge após o Ministério Público holandês concordar em adiar as audiências de Setembro a Outubro deste ano para Fevereiro e Março de...
- Publicidade -

Cerca de 700 familiares de membros do grupo Estado Islâmico faleceram em campos na Síria

Em conferência de imprensa esta quinta-feira, Vladimir Vorontsov, chefe da luta antiterrorismo na ONU alertou que pelo menos 700 pessoas, essencialmente mulheres e crianças,...

Detido idoso por violar sexualmente menor de sete anos

Um idoso de 61 anos de idade foi detido, esta semana, nos arredores da cidade do Huambo, depois de violar sexualmente uma menor de...

João Lourenço aproveita revisão do OGE 2020 para reforçar áreas sociais… e a Presidência

O Ministério da Justiça é um dos órgãos que vê a sua dotação financeira reforçada na revisão do Orçamento Geral de Estado (OGE), mas...

Notícias relacionadas

Países Baixos vão abrir ação judicial contra Rússia em relação à queda do MH17

A notícia surge após o Ministério Público holandês concordar em adiar as audiências de Setembro a Outubro deste ano para Fevereiro e Março de...

Cerca de 700 familiares de membros do grupo Estado Islâmico faleceram em campos na Síria

Em conferência de imprensa esta quinta-feira, Vladimir Vorontsov, chefe da luta antiterrorismo na ONU alertou que pelo menos 700 pessoas, essencialmente mulheres e crianças,...

Detido idoso por violar sexualmente menor de sete anos

Um idoso de 61 anos de idade foi detido, esta semana, nos arredores da cidade do Huambo, depois de violar sexualmente uma menor de...

João Lourenço aproveita revisão do OGE 2020 para reforçar áreas sociais… e a Presidência

O Ministério da Justiça é um dos órgãos que vê a sua dotação financeira reforçada na revisão do Orçamento Geral de Estado (OGE), mas...

Comissário Alexandre Canelas assume lista de consenso à presidência do Interclube

Depois de terem inicialmente assumido as candidaturas individuais nas eleições do Interclube, Alexandre Canelas e António Camulogi decidiram juntar os seus programas, com a...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.