- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Bolsonaro garante que haverá outras operações da PF no Brasil, após caso...

Bolsonaro garante que haverá outras operações da PF no Brasil, após caso contra Witzel

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou nesta quarta-feira (27) na saída do Palácio da Alvorada que haverá outras operações da Polícia Federal (PF) nos estados brasileiros.

“Vai ter mais, enquanto eu for presidente, vai ter mais. No Brasil todo. Isso não é informação privilegiada não, vão falar que é informação privilegiada”, afirmou o presidente.

A declaração do presidente da República ocorreu na saída do Palácio da Alvorada, depois de um apoiador ter agradecido à PF pela Operação Placebo, contra o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, que aconteceu nesta terça-feira (26).

Outro bolsonarista afirmou haver supostas irregularidades na saúde em Pernambuco, aproveitando o momento para questionar o presidente sobre se ações necessárias seriam tomadas. Em contrapartida, Bolsonaro respondeu que “a Polícia Federal está agindo”, conforme informa o portal G1.

Recentemente, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), uma das principais aliadas de Bolsonaro no Congresso, afirmou à Rádio Gaúcha que a PF estava prestes a deflagrar operações contra desvios na área da saúde.

“A gente já teve operações da Polícia Federal que estavam na agulha para sair, mas não saíam. E a gente deve ter nos próximos meses o que a gente vai chamar talvez de Covidão, ou de, não sei qual é o nome que eles vão dar, mas já há alguns governadores sendo investigados pela Polícia Federal”, afirmou a deputada.
A entrevista de Zambelli gerou grande repercussão, principalmente após a deflagração da operação Placebo. Entretanto, a deputada afirmou que não havia recebido qualquer informação privilegiada e que não mantém relações promíscuas com a PF.

A Operação Placebo, realizada nesta terça-feira, contra o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel e outros alvos, apura supostos desvios na área da saúde em meio à COVID-19.

- Publicidade -
FonteSputnik
- Publicidade -

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...
- Publicidade -

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Notícias relacionadas

Ainda sobre os enganos do discurso sobre o Estado da Nação: JLo atribui mais 6,1 mil milhões USD às RIL

ESTATÍSTICAS. Economistas consideram difícil entender lapso do Presidente da República que, ao invés de 9,3 mil milhões de dólares, disse que as Reservas Internacionais...

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.