- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade TAP retoma voos para Maputo, Luanda e Nova Iorque em Junho

TAP retoma voos para Maputo, Luanda e Nova Iorque em Junho

Em Junho, a TAP vai repor mais alguns voos intercontinentais, nomeadamente dois voos por semana para Nova Iorque (Newark), um voo por semana para Luanda (a partir de dia 15) e outro para Maputo.

A TAP vai retomar um total de 27 voos semanais até ao final de Junho. A companhia vai começar por operar dois voos por semana para Nova Iorque (EUA), um voo por semana para Maputo (Moçambique) e, a partir de dia 15 de Junho, um voo semanal para Luanda (Angola). A informação foi divulgada no site da TAP esta segunda-feira, 25 de Maio.

“Em Julho, a TAP pretende retomar um total de 19 por cento do que era a sua operação normal antes da eclosão epidémica da Covid-19, atingindo um total 247 voos por semana”, diz fonte oficial da empresa.

Fonte oficial explica que a TAP tem vindo a relançar de forma gradual e progressiva a sua operação, à medida que são levantadas algumas das fortes restrições impostas ao transporte aéreo de passageiros e correspondendo também aos ainda ténues sinais da procura.

“Durante o Estado de Emergência, a TAP continuou sempre a assegurar a continuidade territorial, com voos para a Madeira e para as ilhas de S. Miguel e da Terceira, nos Açores, num total de cinco ligações semanais”, adianta a companhia.

“Ao longo do mês de Maio, foram sendo progressivamente adicionadas operações para Londres e Paris, entre o Porto e Lisboa e ainda, desde o dia 18, dois voos por semana para S. Paulo e um voo por semana para o Rio de Janeiro, atingindo a operação da TAP no final do mês de Maio um total de 18 voos por semana”, relembra a TAP.
Em Junho, passam a diárias as ligações entre Lisboa e a Madeira. “Este será o cenário até final de Junho, com um total de 27 voos semanais”, refere a empresa.

“O mês de Julho traz uma reposição de actividade mais significativa, mas ainda muito longe da que era registada antes da pandemia, quando a TAP operava mais de três mil voos por semana”, diz ainda a companhia aérea.

Os voos que se prevê estarem em reposição destacam-se as rotas para a Europa (extra-Portugal), “que passam dos atuais dois destinos (Londres e Paris), para um total de 21 cidades”.

“Nos voos intercontinentais, aumenta a operação para o Brasil, com a reposição de voos para Recife e Fortaleza, para os Estados Unidos (é retomada a operação para Boston, Toronto e Miami) e para África, onde são recuperadas as ligações para Praia, São Vicente e Dakar”, acrescenta a TAP.

“Destaca-se ainda que, à partida do Porto, além das ligações que já estão a ser realizadas para Lisboa, que aumentarão para três por dia, em Julho serão já repostas as ligações directas do Porto aos principais mercados de destino e origem de passageiros da TAP desde o aeroporto Francisco Sá Carneiro”, refere fonte oficial.

Assim, será possível voar directamente entre o Porto e Paris, Luxemburgo e a Madeira.

A Madeira passa a ter duas ligações por dia para Lisboa e dois voos por semana para o Porto.

São também reiniciadas as ligações ao Porto Santo, com dois voos por semana.

Relativamente aos Açores, passam a diários os voos entre Ponta Delgada e Lisboa e aumentam para três os voos semanais à partida da Terceira, adianta a TAP.

Faro conta com a reposição de dois voos por dia para Lisboa.

“A TAP continuará a trabalhar com o objectivo de repor a sua operação de forma tão ágil e rápida quanto o permitam o levantamento das restrições à mobilidade e viagens das pessoas, nomeadamente de avião, e na medida em que a procura dê, também ela, sinais de recuperação”, garante a empresa.

A companhia portuguesa “desenvolveu e implementou um novo e exigente padrão de higiene, saúde e segurança sanitária – TAP Clean & Safe, alinhado com as orientações da EASA, IATA, DGS e UCS, assumindo a responsabilidade em garantir que viajar de avião é seguro, também do ponto de vista sanitário”, assegura.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.