- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Covid-19: Jovens moçambicanos acusam desgaste psicológico

Covid-19: Jovens moçambicanos acusam desgaste psicológico

A Covid-19 já está a causar impactos psicológicos nos jovens e adolescentes em Moçambique. Alguns violam o decreto presidencial que prevê o distanciamento social, a jogar futebol ou a passear para aliviar a mente.

Jovens e adolescentes moçambicanos têm sido criticados por não cumprirem o decreto presidencial com vista a conter a propagação do novo coronavírus. Muitos são vistos nas ruas a jogar futebol ou a consumir bebidas alcoólicas, sem máscaras e sem observarem o distanciamento físico.

Os jovens justificam esta atitude com o desgaste psicológico causado pelos quase dois meses “presos” nas suas residências e sem actividades. “Ficar em casa é muito difícil”, diz Nelsa Aurélio, estudante de 17 anos. “Já estamos habituados a passar a maior parte do tempo fora de casa, estudando ou trabalhando. Então, ficar em casa tem sido muito difícil, é frustrante”.

Os jovens sentem que há um choque na sua rotina que os está a afectar psicologicamente. “Torna-se meio complicado. É doloroso”, explica Argel dos Santos, de 18 anos. “Para quem não estava habituado a ficar em casa, dois meses não é nada fácil, porque não estávamos preparados para isso”.

O mesmo diz Rafael Simeão, outro estudante de 18 anos, que encontra no futebol e nos exercícios físicos uma forma de aliviar a mente. “Na verdade, não me sinto bem porque estou habituado àquela rotina, acordar e ir à escola. Ficar em casa acaba doendo. Estávamos habituados a encontrar amigos na escola para, de repente, ficar em casa”, lamenta.

Actividade física ajuda
A psicóloga Odete Abrantes, da Associação Braços Abertos, entende que é normal a reacção de frustração, sobretudo quando estão privados das suas liberdades, e sublinha que encontrar uma actividade é o ideal, “porque a falta de ocupação é um dos problemas que os faz sair e procurar um amigo, um vizinho para conversar ou estar à procura de algo para fazer”.

A psicóloga diz que os jovens e adolescentes precisam de praticar alguma actividade, porque é a característica normal desta camada nesta fase da vida: “[O jovem] tem uma energia hormonal diferente. Ele não consegue ficar parado, sentado por muito tempo. Pela idade, ele tem uma energia diferente. Quer estar activo, quer conversar, quer correr. É normal. Só que é necessário haver uma boa explicação, porque sem isso ele vai achar que está a ser obrigado a fazer algo que não quer”, explica.

Neste período em que o coronavírus está a influenciar a rotina das pessoas, os pais têm um papel de sacramental importância para minimizar o impacto psicológico, sugere Odete Abranches: “Os pais devem explicar o que está a acontecer e o impacto que pode causar tanto para eles assim como para a família, porque a Covid-19 está aqui para todos e não para uma pessoa”.

- Publicidade -
FonteDW
- Publicidade -

COVID-19: Autoridades intensificam despiste na cidade da Praia

As autoridades sanitárias cabo-verdianas prosseguem com a campanha de realização de testes rápidos nos diferentes bairros da Praia, com o objectivo de detectar anticorpos...
- Publicidade -

“Tirem o vosso joelho do nosso pescoço”, afirma Al Sharpton em cerimónia fúnebre de George Floyd

Centenas de pessoas homenagearam numa cerimónia religiosa nesta quinta-feira, 4, George Floyd, o afro-africano cuja morte sob custódia da polícia em Mineápolis levou a...

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Notícias relacionadas

COVID-19: Autoridades intensificam despiste na cidade da Praia

As autoridades sanitárias cabo-verdianas prosseguem com a campanha de realização de testes rápidos nos diferentes bairros da Praia, com o objectivo de detectar anticorpos...

“Tirem o vosso joelho do nosso pescoço”, afirma Al Sharpton em cerimónia fúnebre de George Floyd

Centenas de pessoas homenagearam numa cerimónia religiosa nesta quinta-feira, 4, George Floyd, o afro-africano cuja morte sob custódia da polícia em Mineápolis levou a...

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Lunda Norte ganha praça da cultura

Uma praça da cultura está ser construída no distrito urbano do Dundo, defronte o Museu Regional, para permitir aos artistas a comercialização dos seus...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.