InicioAngolaSociedadeLunda-Norte: Invasão "silenciosa" na fronteira com RDC preocupa Comandante-geral

Lunda-Norte: Invasão “silenciosa” na fronteira com RDC preocupa Comandante-geral

O Comandante-Geral da Polícia Nacional Angolana, Comissário-Geral, Paulo Gaspar de Almeida, mostrou-se, este sábado, preocupado, com as violações diárias, “silenciosas”, que se registam na fronteira da Lunda-Norte, com a República Democrática do Congo (RDC).

A preocupação foi demonstrada pelo número “1” da Corporação, no final das visitas efectuadas nalguns Postos Fronteiriços da província da Lunda-Norte, com a República Democrática do Congo (RDC).

Em jeito de balanço das visitas, Paulo de Almeida disse que a incursão realizada permitiu ter um retrato fiel da situação, que julga poderá criar instabilidades, quer do ponto de vista sanitário, quer de segurança pública, face às constantes violações nas fronteiras.

“Sabemos que a República Democrática do Congo, é um país populoso e, só nesta fronteira com a província da Lunda Norte, temos, logo, quatro províncias que fazem fronteira com o nosso, e o somatório da população vai a trinta milhões, para uma população nacional de oitocentos mil habitantes. Portanto, estamos a sofrer uma invasão silenciosa, que amanhã poderá trazer-nos consequências graves”, avisou o Paulo de Almeida.

Já do ponto de vista sanitário, avança a corporação, Paulo de Almeida assegurou que a situação está controlada, “pois não há casos em ambos territórios fronteiriços e, isso, beneficia o controlo da situação”.

Por fim, o Comandante-Geral desejou êxitos aos protectores das fronteiras, garantindo que irá levar as preocupações registadas junto das autoridades.

“Aos nossos camaradas, um forte abraço, pois têm feito um bom trabalho, mesmo com os poucos meios e recursos que têm. É uma situação que vamos levar como preocupação para ver se conseguimos gradualmente dar resposta a essas casos preocupantes que nós constatamos aqui na província”, concluiu.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.