InicioVidaSaúdeTuberculose mata 20 pessoas este ano em Malanje

Tuberculose mata 20 pessoas este ano em Malanje

Vinte pessoas morreram de tuberculose este ano em Malanje, um aumento de sete casos em relação ao igual período de 2019, informou quarta-feira, o supervisor do programa de luta contra a doença, Luís Quissunge.

De acordo com o responsável, que fazia o balanço das actividades desenvolvidas este ano, para além destas mortes registadas na primeiro trimestre do ano, 286 pacientes encontram-se em tratamento, dos quais 230 com diagnóstico positivo.

Luís Quissunge disse que 35 pacientes abandonaram a medicação regularmente, situação que está a preocupar as autoridades sanitárias da província devido a probabilidade de se agravar a doença.

Por outro lado, o responsável disse que sendo a tuberculose uma das patologias que mais mata na província, o programa de luta contra a doença tudo tem feito para atender os casos, embora careça de técnicos e viaturas para o acompanhamento e o tratamento dos pacientes nas suas residenciais.

Outra medida de combate e prevenção, realçou, é a realização regular de palestras com o objectivo de sensibilizar os doentes e familiares sobre a necessidade do cumprimento das medidas profiláticas e divulgação das consequências do abandono da medicação.

A tuberculose é uma doença bacteriana causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch, geralmente transmitida de forma aérea, através de gotículas provenientes de tosse ou espirro de uma pessoa infectada.

É uma doença infecto-contagiosa que afecta principalmente os pulmões, mas que também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges, cujo tratamento tem duração de seis meses.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.