InicioMundoEuropaAutarcas e professores cépticos quanto ao desconfinamento em França

Autarcas e professores cépticos quanto ao desconfinamento em França

Em França autarcas, professores e encarregados de educação têm contestado a data de 11 de Maio para o levantamento do confinamento, que passaria pela abertura das primeiras escolas fechadas desde Março na sequência da pandemia de Covid-19. O presidente Emmanuel Macron deslocou-se terça-feira a uma escola, precisamente, em Poissy, na região de Paris, e no final da visita tentou tranquilizar os autarcas sobre a reabertura dos estabelecimentos.

Motivo de debate na sociedade francesa, depois o fim do confinamento anunciado recentemente pelo Primeiro-ministro Édouard Philippe, a reabertura das escolas em França, foi objecto de uma carta assinada por cerca de 329 autarcas, divulgada no passado domingo.

Na carta endereçada ao Presidente Emmanuel Macron, os autarcas pediam que fosse adiada a reabertura das escolas,com receio de que a mesma contribuísse para um novo surto de contaminações pela covid-19.

Prevista para 11 de Maio, data do início do fim do confinamento em França, a reabertura das escolas foi qualificada de medida precipitada pelos autarcas.

No final da visita efectuada terça-feira à Escola Primária Pierre Ronsard de Poissy, no oeste da região parisiense, o Presidente Macron, tentou tranquilizar os autarcas, sublinhando que o executivo não vai impôr a reabertura das escolas aos autarcas que acharem, que ainda não é o momento de fazê-lo por razões sanitárias.

Através de uma videoconferência, o chefe de Estado francês aproveitou igualmente a ocasião para dialogar com os autarcas e os directores de escola dos Yvelines, distrito em que se encontra o estabelecimento visitado.

Emmanuel Macron preconizou o bom senso e a flexibilidade, perante as particularidades locais.

Considerando que as crianças necessitam regressar às aulas, o Presidente francês afirmou que tudo será baseado na concertação e implementado gradualmente.

O Primeiro-ministro, Édouard Philippe, que comunicará na próxima quinta-feira as medidas práticas sobre o fim do confinamento, qualificou de catástrofe, o abandono precoce da escolaridade, para as crianças e os adolescentes.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.