- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa Rússia regista mais de 145.000 casos de Covid-19

Rússia regista mais de 145.000 casos de Covid-19

Rússia regista mais de 145.000 casos de Covid-19 após uma explosão do número de infecções no país, que agora está a enfrentar a pandemia com maior crescimento no continente europeu.

Segundo os últimos dados oficiais, 10.581 novas infecções foram registadas nas últimas 24 horas, com apenas 52 casos a menos do que o recorde deste domingo. A Rússia regista 145.268 casos e 1.356 mortes.

Tal como noutros países, o novo coronavírus atingiu membros do governo: o primeiro-ministro russo Mikhail Michoustine e o ministro das obras públicas, Vladimir Yakouchev, anunciaram no final da semana passada terem sido testado positivo para o Covid-19.

A Rússia enfrenta a progressão mais rápida da pandemia na Europa, enquanto muitos países do continente registam um gradual decréscimo de casos. No entanto, a taxa de mortalidade russa continua baixa comparando com o número de óbitos em países como Itália, Espanha e Estados Unidos. As autoridades russas justificam este registo ao fecho rápido de fronteiras e ao rastreio massivo.

A cidade de Moscovo, com mais de 12,6 milhões de habitantes, é o principal foco de infecção no país, com mais da metade dos casos e mortes confirmados, 68.606 e 729, respectivamente. O presidente da Câmara de Moscovo Sergei Sobianin, afirmou que “a ameaça continua a crescer” e pediu aos habitantes que respeitem o confinamento. Embora o Presidente Vladimir Putin tenha admitido que a situação continua “difícil”, a Rússia está a preparar-se para suspender gradualmente as medidas de contenção a partir de 12 de Maio.

Perante a pandemia, o Kremlin foi obrigado a adiar o importante desfile militar anual marcado para sábado, 9 de Maio, para comemorar os 75 anos de vitória sobre a Alemanha nazista.

A parada militar vai ser substituída por voos de aviões militares nas principais cidades, um exercício que foi ensaiado esta segunda-feira em Moscovo.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -

João Lourenço responsabiliza UNITA de incitar jovens à desobediência civil

Presidente angolano diz esperar que jornalistas não venham a ser detidos, mas adverte que autoridades vão manter a ordem. O Presidente angolano responsabilizou a UNITA...
- Publicidade -

Manifestação: Tribunal está a interrogar os detidos à porta fechada – Por dia serão ouvidos cerca de 20 cidadãos

Entre os primeiros cidadãos, do grupo dos 103 detidos, ouvidos esta terça-feira no Tribunal Provincial de Luanda "Palácio D. Ana Joaquina", está o secretário-geral...

Marido de Isabel dos Santos morre afogado no Dubai

O marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, morreu num acidente no mar no Dubai. A notícia está a ser avançada por jornais internacionais....

Angola substitui Código Penal da era colonial

A Assembleia Nacional aprovou hoje, terça-feira, 27, o novo Código Penal, com 167 votos a favor, nenhum contra, e a abstenção de dois deputados...

Notícias relacionadas

João Lourenço responsabiliza UNITA de incitar jovens à desobediência civil

Presidente angolano diz esperar que jornalistas não venham a ser detidos, mas adverte que autoridades vão manter a ordem. O Presidente angolano responsabilizou a UNITA...

Manifestação: Tribunal está a interrogar os detidos à porta fechada – Por dia serão ouvidos cerca de 20 cidadãos

Entre os primeiros cidadãos, do grupo dos 103 detidos, ouvidos esta terça-feira no Tribunal Provincial de Luanda "Palácio D. Ana Joaquina", está o secretário-geral...

Marido de Isabel dos Santos morre afogado no Dubai

O marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, morreu num acidente no mar no Dubai. A notícia está a ser avançada por jornais internacionais....

Angola substitui Código Penal da era colonial

A Assembleia Nacional aprovou hoje, terça-feira, 27, o novo Código Penal, com 167 votos a favor, nenhum contra, e a abstenção de dois deputados...

Manifestação: Comité para a Protecção dos Jornalistas acusa polícia de perseguição e intimidação a jornalistas e exige medidas que garantam a liberdade de imprensa

O Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ, sigla em inglês), com sede em Nova Iorque, EUA, critica fortemente a polícia angolana por ter...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.