- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa França prolonga estado de emergência até 24 de julho

França prolonga estado de emergência até 24 de julho

O governo francês decidiu prolongar o estado de emergência de saúde pública até ao dia 24 de julho. A decisão foi tomada este sábado no âmbito de um conselho de ministros. Antes contudo, algumas medidas de confinamento serão relaxadas.

“A 11 de maio, se as condições estiverem reunidas, a regra geral relativa à liberdade de circulação será restabelecida e os franceses não terão necessidade de atestados para saírem à rua”, disse o ministro francês do interior, Christophe Castaner no sábado.

Mesmo assim, a utilização de máscaras nos transportes públicos será obrigatória.

O poder de emitir multas no contexto do estado de emergência será igualmente mantido, em particular no que toca à polícia encarregada da segurança nos transportes públicos.

O regresso dos jovens à escola é outra área prioritária. Segundo o governo, a maioria das creches e escolas primárias abrirão portas no dia 11 de maio com um máximo de 15 alunos por classe.

A decisão contudo já foi contestada por alguns representantes locais que afirmam que nem todos poderão regressar às aulas ao mesmo tempo.

De recordar que França decretou o estado de emergência no dia 24 de março.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.