- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Moçambique: Nyusi e Mnangagwa debatem ataques terroristas de Cabo Delgado

Moçambique: Nyusi e Mnangagwa debatem ataques terroristas de Cabo Delgado

O presidente Filipe Nyusi, recebeu, ontem, 30, o seu homólogo do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, para debater, entre outros temas, a insurgência no centro e norte de Moçambique.

Com eles estavam, na cidade de Chimoio, capital de Manica, os ministros da Defesa dos dois países.

Um comunicado da Presidência de Moçambique diz que os dois estadistas condenaram veementemente a situação em Cabo Delgado e partes das províncias de Manica e Sofala, “onde grupos terroristas e armados protagonizam ataques, assassinatos e destruição de infraestruturas públicas e privadas”.

Em Sofala e Manica, os ataques são reivindicados pela autoproclamada Junta Militar da Renamo, liderada por Mariano Nhongo; e em Cabo Delgado pelo grupo Estado Islâmico, o que já foi admitido pelas autoridades de Maputo.

O comunicado da Presidência sobre o encontro não previamente anunciado não fornece detalhes sobre a discussão de Nyusi e Mnangagwa, mas sabe-se que Moçambique precisa de apoio regional para enfrentar a insurgência. O Zimbabwe preside a cooperação nas áreas de Política, Defesa e Segurança na organização de países da África Austral (SADC).

Por outro lado, os ataques nas estradas de Sofala e Manica têm o potencial de afectar as trocas comerciais entre os dois países e outros sem acesso ao mar. O Zimbabwe, que faz fronteira com Moçambique, recorre muitas vezes ao porto da Beira, em Sofala.

No encontro, Nyusi trocou com o seu visitante informação sobre a resposta à Covid-19. Os dois países poderão “colaborar na implementação das medidas preventivas e de contenção da propagação do novo coronavírus”, diz o comunicado.

Dependente da “situação decorrente da Covid -19”, Mnangagwa efectuará uma visita de Estado a Moçambique.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...
- Publicidade -

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Notícias relacionadas

Angola anuncia mais 247 casos e teme “colapso” do sistema de saúde

A ministra angolana da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje mais 247 casos de covid-19 no país, alertando para o aumento exponencial dos últimos 15...

Angola no “limiar do estado de emergência”, avisa ministro Adão de Almeida

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola avisou que o país está "no limiar do estado...

Confrontos em Nápoles contra novo confinamento

Pela primeira vez desde o início da pandemia em Itália há oito meses, centenas de pessoas saíram à rua contra a perspectiva de medidas...

Atletas da selecção feminina acusam positivo à Covid -19

Oito atletas da Selecção Nacional sénior feminina de futebol, que prepara a participação no torneio da COSAFA, de 03 a 14 de Novembro, em...

Racismo e política externa dominam último debate nos EUA

Com mudança de regra, Donald Trump e Joe Biden fazem debate menos caótico, mas mantêm os ataques pessoais e as trocas de acusações. O segundo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.