- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Príncipe herdeiro saudita nega ter ordenado homicídio de jornalista na Turquia

Príncipe herdeiro saudita nega ter ordenado homicídio de jornalista na Turquia

Mohammed bin Salman admite “plena responsabilidade” pela morte do jornalista Jamal Khashoggi, mas nega ter ordenado o homicídio.

“Este foi um crime hediondo. Mas assumo plena responsabilidade como líder na Arábia Saudita, especialmente porque foi cometido por indivíduos que trabalham para o Governo saudita”, disse Mohammed bin Salman, em entrevista ao programa norte-americano “60 minutos” no domingo.

O príncipe herdeiro respondeu com um “não” categório à questão sobre se tinha ordenado o assassínio de Khashoggi, e apontou que o homicídio do influente jornalista no exílio tinha sido “um erro”.

A 02 de outubro do ano passado, o jornalista saudita Jamal Khashoggi, que morava nos Estados Unidos, entrou no consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, para tratar de alguns documentos necessários para o casamento com uma cidadã turca.

O jornalista não voltou a sair do consulado, onde foi morto por agentes sauditas, que saíram da Turquia e regressaram à Arábia Saudita logo após o assassínio.

O julgamento de 11 suspeitos pelo assassínio começou no início de janeiro, na Arábia Saudita, e o procurador-geral solicitou a pena de morte para cinco deles.

Até hoje, escreve a Lusa, ninguém foi condenado.Em junho, a ONU publicou um relatório que responsabiliza diretamente o príncipe bin Salman e pediu mais sanções internacionais contra a monarquia saudita e a continuação das investigações sob os auspícios do organismo internacional.

“Alguns pensam que eu devia saber o que três milhões de pessoas que trabalham para o Governo saudita fazem diariamente”, afirmou o responsável, durante a entrevista que foi para o ar este domingo.

O príncipe herdeiro referiu-se ainda ao ataque a instalações petrolíferas da Arábia Saudita, em 14 de setembro, reivindicado pelos rebeldes huthis, mas que Riade acredita ter sido “inquestionavelmente patrocinado pelo Irão”.”Não há nenhum objetivo estratégico”, disse.

“Apenas um tolo atacaria 5% do abastecimento global. O único objetivo estratégico é provar que eles são estúpidos”, acusou, pedindo uma “ação forte e firme para deter o Irão”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Presidente da Associação de Angolanos em São Paulo Brasil faz um apelo ao Governo Angolano

O presidente da associação dos Angolanos Residentes no Estado de São Paulo Brasil, Carlos Francisco (Mandume), faz um apelo ao Governo angolano, para que...
- Publicidade -

Zimbabwe debaixo de fogo após compra de carros luxuosos para dirigentes de topo

O Zimbabwe caiu, nas últimas décadas, num buraco sem fundo de corrupção, miséria e desgoverno, o que levou ao golpe militar que em finais...

Última Hora: Presidente do Brasil Bolsonaro testa positivo para o Covid-19

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, diz ter testado positivo para o COVID-19 depois de meses minimizando a gravidade do vírus. Bolsonaro confirmou os resultados...

Cidadão francês detido com mais de 4.000 diamantes na Lunda-Norte

A Polícia Nacional (PN) na Lunda-Norte deteve, no domingo, 05, um cidadão de nacionalidade francesa, de 58 anos, com 4.429 diamantes, no interior de...

Notícias relacionadas

Presidente da Associação de Angolanos em São Paulo Brasil faz um apelo ao Governo Angolano

O presidente da associação dos Angolanos Residentes no Estado de São Paulo Brasil, Carlos Francisco (Mandume), faz um apelo ao Governo angolano, para que...

Zimbabwe debaixo de fogo após compra de carros luxuosos para dirigentes de topo

O Zimbabwe caiu, nas últimas décadas, num buraco sem fundo de corrupção, miséria e desgoverno, o que levou ao golpe militar que em finais...

Última Hora: Presidente do Brasil Bolsonaro testa positivo para o Covid-19

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, diz ter testado positivo para o COVID-19 depois de meses minimizando a gravidade do vírus. Bolsonaro confirmou os resultados...

Cidadão francês detido com mais de 4.000 diamantes na Lunda-Norte

A Polícia Nacional (PN) na Lunda-Norte deteve, no domingo, 05, um cidadão de nacionalidade francesa, de 58 anos, com 4.429 diamantes, no interior de...

João Lourenço e dirigentes do MPLA serão testados à Covid-19

Cerca de 50 membros do Bureau Político do MPLA, incluindo o Presidente João Lourenço, serão testados à Covid-19, após um caso positivo num dirigente...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.