Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

PR analisa programa de desminagem com príncipe Harry

PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO (À DIR.) RECEBE EM AUDIÊNCIA PRÍNCIPE HARRY (FOTO: FRANCISCO MIÚDO)

Angop

O projecto de desminagem levado a cabo pelo Governo angolano há alguns anos, esteve em análise na audiência que o Presidente da República, João Lourenço, concedeu, neste sábado, em Luanda, ao Príncipe Harry, do Reino Unido.

O encontro de Henry Charles Albert David, membro da Casa Real britânica, com o Chefe de Estado angolano, seguido de um outro com a primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, igualmente no Palácio Presidencial, marcou o “ponto mais alto” do fim da sua visita à Angola iniciada dia 26 do corrente mês .

No encontro com a primeira-dama da República, o Príncipe Harry foi informado sobre a campanha “Nascer para brilhar”, projecto levado a cabo por Ana Dias Lourenço para reduzir a transmissão do HIV/SIDA de mãe para filho.

À saída de ambos encontros, inserido na sua visita de três dias a República de Angola, no quadro do apoio internacional às acções de desminagem no território nacional, o Duque de Sussex, não fez qualquer pronunciamento à imprensa.

Henry Charles Albert David já tinha estado em Angola para um projecto pessoal no domínio da desminagem, em 2013, seguindo os passos da mãe, a Princesa Diana.

No cumprimento da sua agenda, encerrada hoje, visitou o município do Dirico, no Cuando Cubango, e a província do Huambo. Nesta última região inteirou-se do funcionamento do Centro de Medicina e Reabilitação Física, agora denominado “Princesa Diana”, em homenagem a entidade britânica, que se empenhou na campanha para a proibição das minas terrestres.

Esta campanha atingiu o seu ponto mais alto com a visita efectuada a Angola em 1997, pela Princesa Diana, também conhecida como “Princesa do Povo”.

De Angola, Harry segue para o Malawi, antes de regressar à África do Sul, onde conclui o périplo pelo continente com uma audiência com o Presidente Cyril Ramaphosa.

O Governo angolano, em parceria com instituições internacionais, com realce para a britânica Hallo Trust, pretende até 2025,no quadro da implementação do Plano Nacional de Desminagem, garantir a segurança na circulação de pessoas e bens, bem como o projecto transfronteiriço de conservação ambiental e do turismo na região do Okavango-Zambeze, com vista o desenvolvimento sustentável da economia angolana.

Actualmente, de acordo com o secretário de Estado para a Reinserção Social, Lúcio do Amaral, em todo território já se procedeu a desminagem de uma superfície de mais de 11 mil milhões 554 metros quadrados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »