- Publicidade-
Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Médicos e Governo da Huíla quebram braço-de-ferro

Médicos e Governo da Huíla quebram braço-de-ferro

VOA

Os 51 médicos que não aceitaram as colocações determinadas pelo Gabinete Provincial da Saúde e o Governo da Huíla colocaram fim ao diferendo que os opunha.

Depois de demoradas negociações, os profissionais de saúde, que se negavam a trabalhar nas áreas apontadas por alegada violação das regras do concurso, cederam às exigências do Governo provincial de avançar para o interior, para onde muitos deles concorreram com a contrapartida de já não ser em regime de rotatividade trimestral.

Para os médicos, que inicialmente seriam colocados no Hospital Central do Lubango, as partes concordaram com a necessidade de se observar o chamado regime probatório, que prevê um período de trabalho na periferia da capital da província ou nos municípios.

“É uma parte da causa ganha, alguns médicos vão permanecer. É uma proposta do Estado, alguns médicos vão ter que acudir algumas debilidades dos municípios. A priori, o Hospital Central não ficou com vagas abertas porque a lei permite que os médicos façam o probatório na periferia”, explicou o porta-voz dos médicos, David Gabriel.

Apesar de o acordo não satisfazer de todo os interesses do colectivo o mesmo é exequível e, reitera Gabriel, “o Gabinete Provincial abriu portas para que as questões pontuais possam ser negociadas”.

A directora do Gabinete Provincial da Saúde, Luciana Guimarães, lembrou que a necessidade de médicos está sobretudo no interior e destacou o diálogo entre as partes.

“Precisamos melhorar a assistência primária nos municípios.” O sistema, rotatividade? “ Não, esta foi a primeira sugestão, mas os médicos a princípio não aceitaram, como nós vivemos num Estado democrático nós temos que levar em consideração aquilo também que não lhes serve”, disse

Os médidos, na sua maioria, vão assumir funções nos municípios.

- Publicidade -
- Publicidade -

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...
- Publicidade -

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Lunda Norte ganha praça da cultura

Uma praça da cultura está ser construída no distrito urbano do Dundo, defronte o Museu Regional, para permitir aos artistas a comercialização dos seus...

Trump soma à lista negra de sanções dos EUA intermediária de remessas em Cuba

O governo de Donald Trump somou nesta quarta-feira (3) à lista de entidades sancionadas pelos Estados Unidos a empresa cubana Fincimex, a instituição financeira...

Notícias relacionadas

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Lunda Norte ganha praça da cultura

Uma praça da cultura está ser construída no distrito urbano do Dundo, defronte o Museu Regional, para permitir aos artistas a comercialização dos seus...

Trump soma à lista negra de sanções dos EUA intermediária de remessas em Cuba

O governo de Donald Trump somou nesta quarta-feira (3) à lista de entidades sancionadas pelos Estados Unidos a empresa cubana Fincimex, a instituição financeira...

Tribunal Constitucional chumba pedido de Habeas Corpus de ex-ministro Augusto Tomás

O Tribunal Constitucional (TC) chumbou esta semana o pedido de Habeas Corpus interposto pela equipa de advogados do ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.