Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

AB E 12 levam rap em dose dupla ao ‘Morrão’

(DR)

A Editora 12transfusons situada em Cabinda, reuniu alguns rapper´s de Cabinda e de Luanda para um concerto cujo objectivo é promover o intercâmbio cultural entre estas duas províncias de Angola.

O PCA da 12transfusons (#NéfilimHespanhol) avança que o evento é consequência da grelha de programas traçados para este ano.

O evento a não perder que conta com as Luzes de ABSINTO, RESOLUTO, LIA CONVERSE, EDGAR LEAL, ZERO DOIS, REDGOVEN, Nlando Tona, Haudaz,Kardinal Mc, Killer, Jbreezy, Lizzy-E, Mono Stereo, Nice Kaveli,Vany André e Shackshura.

Um evento conta com as animações dos Dj´s Litwenty, Remix Cadolo e Chicão Cadolo, uma iniciativa da 12transfusons em parceria com a AB & MM Lounge Bar.

Já quisemos fazer isto a muito tempo mais tem surgido alguns entraves ou situações que têm tido maior peso na balança portanto fomos adiando. Mas desta vez é diferente. Surgiu uma oportunidade e nós decidimos abraçá-la. Afirma Néfilim Hespanhol.

Os ingressos serão comercializados no dia e no local do Show por apenas 500kz.

Acompanhe aqui o resto da conversa mantida com o Néfilim Hespanhol (NH) onde aproveitamos esclarecer algumas dúvidas.

MQB: Antes eras CEO (Chefe executivo de Operações) da 12transfusons e hoje és PCA (Presidente do Conselho Administrativo) , qual a razão desta mudança.?

NH: Hoje em dia todo mundo quer ser CEO sem perceber o real sentido da palavra, mas mesmo assim intitulam-se. O CEO executa os planos propostos pelo conselho de Administração de uma determinada Organização. Já o Conselho de Administração representa os Accionistas da empresa. Até agora ainda sou o único accionista da 12transfusons então eu próprio sou o P.C.A.

MQB: Há quem diz que a 12transfusons já não existe, os artistas deixaram de Cantar. O que tem a dizer sobre isso?

NH: Manos na vida tu vais ter sempre um tempo em que te dedicas em algo a 100 ou 90% e depois terás outras prioridades ou paras para reflectir o que tens feito e tentar encontrar estratégias para mudar o cenário ou rotular o trabalho que tens feito na perspectiva de cresceres mais.

NH: Os meus artistas continuam a dropar e tirar projectos (embora não físicos) mas continuam a trabalhar.
A mim já não motiva organizar eventos para rapper´s. Foi assim à 5 ou 7 anos atrás e continua assim até hoje. Tem muitos manos a trabalharem, a organizarem eventos e muito mais mas, a verdade é que o cenário continua o mesmo e ainda não mudou nada. Não é que esteja sentado a espera que as coisas mudam mas, prefiro lutar doutro jeito. Realizaremos eventos sempre que acharmos convenientes mas as coisas já não voltaram a ser como em 2014 por exemplo.

MQB: O que é feito do projecto Quartas Culturais, Parada musical Hip-hop e Hip-Hop Na Comunidade?

NH: Quartas Culturais fechou por razões alheias a nossa vontade, se passarem pelo local onde se realizava verão que aquela discoteca fechou e o espaço já deve ter um outro proprietário; O ParadaMusicalHH, é um projecto que durou quase 5 anos e a dada altura eu particularmente já não me identificava com o projecto, o Pastor também já manifestava seu desejo de abandonar o Projecto, O JMK também ídem, então conjuntamente concluímos que o projecto já tinha alcançado seus objectivos e que era a altura de fecha-lo.

MQB: O projecto Heroínas foi um Fracasso, reconhece?

NH: Heroínas foi um dos projectos com que eu mais quis investir, estava a apostar mas apesar dos esforços de todos os envolvidos tenho de reconhecer, fracassamos. As meninas gravaram o projecto mas quando recebi a maquete eu não tinha gostado do resultado, achei que não tinha a qualidade que queria para as ruas, pedi que regravassem mas, algumas integrantes do grupo já tinham viajado por causa da formação e então o projecto tinha sido cancelado.

MQB: Tu tens Beef com alguém no movimento.

NH: Não tenho e nunca tive beef com ninguém e nem me vejo a ter beef´s com ninguém (não ganho nada com isso), O que acontece as vezes é que as possas dizem defender a verdade mas não gostam de ser confrontadas com a verdade. Este movimento é um mar de hipocrisia, as pessoas com mão de abraçam a com a outra seguram a faca.

MQB: Então como explicas o beef com a Black Money e o Sem Culpa?

NH: Estes putos da Black Money adoram-me(risos), As vezes fico triste e eles de uma forma ou de outra se apercebem e mandam-me beef para me fazer rir e pra ver se me animo um pouco. Mas não considero isto beef, embora não tenho e nem pretendo ter ligações com aquele grupo. Quanto ao Sem Culpa, Não sei se por alguma razão ele tem beef comigo e nem faço ideia do que é que é que teria motivado esta questão mas eu não tenho beef com o dred. Aquele é um irmão que tem feito um bom trabalho no que diz respeito ao movimento, não tenho motivos para ter beef com o dred.

Já agora, aproveito aqui o vosso blog para felicitar o Sem Culpa pela tour que tem levado a cabo pelas províncias.

MQB: Como avalias o estado do movimento Cabinda em particular nos dias de hoje?

NH: Bem não diria que está tão mal, já não é mesma coisa como em 2014/2015, continuamos a registrar shows vazios, há muito pouca ou quase nenhuma venda de cd´s. Ainda verificamos os mesmos problemas que criticamos há 5 anos atrás.

MQB: Achas que a o Encerramento do programa de Rádio e do Quartas Culturais têm alguma influência sobre isso?.

NH: Por um lado sim, quando o programa estava no ar, havia muito mais circulação musical, os rapper´s queriam gravar mais músicas/projectos. Nós tínhamos noção do impacto negativo que o encerramento do programa causaria para o movimento mas, nem tudo foi periodo por um lado perdemos o programa mas, os rapper´s se tornaram mais activos no uso das redes sociais, há quem já posta músicas em plataformas internacionais, por um lado perdemos Quartas Culturais mas, ganhamos Chia Bar , onde se verifica se pode ver que quase todos os rapper´s estão preocupados em realizar concertos para divulgar suas obras.

MQB: Voltando para o Show da Luz, O que é que o se pode esperar deste evento?

NH: Bem acima de tudo boa música. Se fores a verificar, diversão, entretenimento e tudo que um bom evento pode proporcionar.

MQB: Já para terminar, Quais os próximos passos depois de Show da Luz.

NH: Ora bem, já temos 2 maquetes prontas. O Ep Shot´s de Absinto do rapper Absinto e o Álbum #Liberdade de Zero Dois, O #Pirâmides de Rezoluto também já está quase pronto embora ainda não temos datas definidas para estes projectos mas tenho a certeza de que alguns deles sairão ainda este ano.

Mambos que Batem

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »