Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Nova espécie de crocodilo descoberta em colecções de museus

A espécie é proveniente da Nova Guiné. (© ASIH)

A espécie é proveniente da Nova Guiné.

Cientistas descobriram uma nova espécie de crocodilo, com três metros de comprimento, ao estudarem crânios dos répteis depositados em colecções de museus, anunciou a Sociedade Americana de Ictiologistas e Herpetologistas.

De acordo com a Lusa, citada pela SIC Notícias, a nova espécie de crocodilo, a que foi dado o nome de ‘Crocodylus halli’, foi descoberta quando investigadores confrontaram os crânios, com 90 anos, com testes em animais vivos num jardim zoológico da Florida, Estados Unidos, e é descrita num artigo publicado hoje no boletim científico Copeia.

A espécie é proveniente da Nova Guiné – a segunda maior ilha do mundo, a norte da Austrália e dividida entre o país independente Papua Nova Guiné e a província indonésia de Irian Jaya (Papua ocidental) – já conhecida de 1928 como origem da espécie de crocodilo ‘crocodylus novaeguineae’.

O que a análise dos crânios revelou foi existência de duas espécies distintas, uma no Norte e outra no Sul na ilha.

Chris Murray, professor assistente da Southeastern Louisiana University, e Caleb McMahan, cientista do Field Museum, dos Estados Unidos, deram continuidade a uma investigação iniciada por um outro cientista, Philip Hall, investigador da Universidade da Florida, que faleceu antes de terminar o trabalho e cujo nome a nova espécie homenageia.

Os dois cientistas concentraram-se nas variações subtis dos esqueletos de diferentes animais, encontrando diferenças que permitiram separá-los como espécies.

Murray e McMahan examinaram 51 crânios classificados com sendo de ‘crocodylus novaeguineae’, procurando diferenças entre os crocodilos que vivem no Norte e no Sul da Nova Guiné.

Os 51 crânios analisados pertenciam a colecções de sete museus dos Estados Unidos e da Austrália.

Os investigadores concluíram que os crocodilos do norte e do sul da Nova Guiné apresentavam tantas diferenças que decidiram batizar a espécie do sul como ‘crocodylus halli’, como homenagem a Philip Hall.

“Para nós, dado o impressionante trabalho ecológico e trabalho de investigação que Hall fez nesses crocodilos, parecia apropriado nomear essa nova espécie em sua homenagem”, disse McMahan num comunicado sobre a identificação da nova espécie.

A equipa de investigadores destaca a importância da atenção à ecologia e conservação de ambas as linhagens, de forma a preservar o habitat.

“Existem novas espécies por aí, mas muitas delas estão em gavetas e armários de museus e leva tempo para as analisar e descobrir isso”, adianta McMahan.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »