InicioDestaquesCasa Branca divulga íntegra da conversa entre Trump e presidente ucraniano

Casa Branca divulga íntegra da conversa entre Trump e presidente ucraniano

A Casa Branca divulgou a transcrição completa da conversa telefónica que provocou a abertura do inquérito formal de impeachment contra o presidente dos EUA.

O governo dos EUA, escreve a Sputnik, acaba de divulgar, nesta quarta-feira (25), o conteúdo da conversa telefónica entre o presidente Donald Trump e seu homólogo ucraniano, Vladimir Zelensky. Na conversa, os presidentes falam sobre corrupção e citam o ex-vice-presidente e actual pré-candidato à presidência dos EUA pelo Partido Democrata, Joe Biden.

A conversa foi determinante para que o Partido Democrata lograsse abrir um processo de impeachment contra Trump na câmara baixa do Congresso norte-americano.

Os democratas alegam que Trump teria tentado influenciar Zelensky a prosseguir com as investigações contra o filho de Joe Biden, Hunter Biden, que foi membro do conselho de administração de uma empresa ucraniana de fornecimento de gás. A empresa, chamada Burisma, foi objecto de investigações de corrupção na Ucrânia por parte de vários procuradores no período em que Hunter Biden fazia parte do conselho de administração.

“E mais uma coisa: temos muito que falar sobre o filho de Biden, que Biden parou a acusação e que muita gente quer averiguar essa história”, disse Trump a Zelensky.

“Então, tudo o que você puder fazer com o procurador-geral, seria óptimo. O Biden saiu por aí a se gabar de que conseguiu parar as investigações, então se você puder dar uma olhada… [essa história] soa horrível para mim”, disse Trump, de acordo com a transcrição oficial.

A transcrição foi publicada após notícias de que Trump teria suspendido a ajuda financeira à Ucrânia, a fim de pressionar Kiev a reabrir as investigações de corrupção envolvendo Hunter Biden.

No início de 2018, Joe Biden vangloriou-se de ter conseguido, quando era vice-presidente dos EUA durante a administração de Barack Obama, pressionar a Ucrânia a demitir o seu procurador-geral, Viktor Shokin, que estava encarregado dessa investigação.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.