Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Tuberculose mata 22 pessoas no I semestre deste ano no Bengo

DOENTES DE TUBERCULOSE (ARQUIVO) (FOTO: DOMINGOS NICOLAU)

Vinte duas pessoas morreram de tuberculose na província do Bengo, no primeiro semestre deste ano, mais 15 em relação ao período homólogo de 2018.

O tempo de duração do tratamento (seis meses) e o incumprimento da medicação por muitos dos pacientes estão na base do aumento do número de mortes, informou à Angop a supervisora provincial do Programa de Controlo de Tuberculose, Lucrécia Francisco Ribeiro.

Segundo a responsável, a província registou no I semestre deste ano 663 novos casos, de um total de 773, mais 110 em relação ao mesmo período de 2018.

Os novos casos foram registados nos municípios do Dande e do Pango Aluquém, tidos como os mais endémicos, seguidos de Nambuangongo e Ambriz.

Para minimizar esta situação, o Programa Nacional de Controlo de Tuberculose realizou recentemente, em Caxito, um curso sobre gestão da tuberculose em crianças.

A acção formativa teve a duração de três dias e foi dirigida a médicos e técnicos da rede materno-infantil que atendem crianças com tuberculose nos seis municípios que compõem a província.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »