InicioDestaquesAlta executiva da Huawei tenta evitar extradição para EUA

Alta executiva da Huawei tenta evitar extradição para EUA

AFP

Os advogados de uma executiva da Huawei detida em 2018 no Canadá, a pedido de Washington, voltaram à justiça a partir dessa segunda-feira (23) para solicitar acesso a novos documentos que, eles acreditam, podem levar ao cancelamento do processo de extradição para os Estados Unidos.

As audiências que começaram nesta segunda devem durar até 4 de outubro. Elas girarão em torno das condições em que Meng Wanzhou, diretora financeira da gigante chinesa de telecomunicações, foi presa no dia 1 de Dezembro.

A prisão de Meng, acusada por Washington de driblar as sanções internacionais impostas ao Irão, acusação negada pela executiva, desencadeou uma crise diplomática sem precedentes entre Ottawa e Pequim.

Os advogados de Meng alegam que sua cliente foi detida ilegalmente e interrogada por três horas pelas autoridades aduaneiras.

Os advogados consideram que o interrogatório, durante o qual sua cliente foi forçada a fornecer códigos de acesso a seus dispositivos eletrônicos, foi uma “investigação criminal secreta” para reunir evidências para a Polícia Federal dos Estados Unidos (FBI).

23SEP2019

0
Partilhar

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.